1 / 6

Universidade francesa usa Photoshop para incluir alunos negros em propaganda

Universidade francesa usa Photoshop para incluir alunos negros em propaganda – Reprodução/Twitter @RimSarah

Universidade francesa usa Photoshop para incluir alunos negros em propaganda

Quando o assunto são anúncio de universidades, notamos que há um certo esforço para mostrar a diversidade dos alunos. Diferentes etnias estampam as propagandas dessas instituições, mas uma faculdade francesa errou feio achando que iria agradar.

Leia mais: Professora sugere que mãe amarre o cabelo crespo da filha para que ela seja aceita

O instituto de artes Émile Cohl, em Lyon, lançou uma campanha visando atrair estudantes americanos. Eles disponibilizaram uma imagem de seus alunos um pouco diferente na versão em inglês de seu site oficial, editava digitalmente para “incluir” pessoas negras.

A ação é tão absurda que não só eles coloriram os alunos brancos para que parecessem morenos, como incluíram fotos de banco de imagens de pessoas negras. Uma dos estudantes que atualmente faz parte da universidade foi quem fez a denúncia no Twitter e a imagem logo se tornou viral.

A repercussão obrigou a Émile Cohla se desculpar e eles alegaram que a culpa foi da agência americana responsável pelo anúncio. “A empresa de comunicação decidiu por si mesma escurecer a pele de alguns estudantes para adicionar diversidade”, disse Emmanuel Perrier, um dos diretores da universidade, à CNN.

Leia mais: Empresa nega trabalho para jovem por considerar seu nome “muito gueto”

Desde o ocorrido, o site foi tirado do ar e o contrato com a agência responsável foi encerrado. Agora, a Émile Cohl tenta recuperar sua reputação e continuar com seu plano de abrir uma filial em Los Angeles. Confira as imagens manipuladas na galeria.