Unhas decoradas devem ser usadas com moderação, diz Arlindo Grund

Os esmaltes já fazem parte do visual das mulheres, mas é preciso ter cautela diante de tantas possibilidades de cores, texturas, combinações e maneiras de decorar as unhas. Por isso ouvimos o consultor de moda e stylist Arlindo Grund para saber qual a melhor maneira de usar a nail art (arte na unha) sem poluir o visual e pagar mico no trabalho.

Leia também:
O formato da unha e a cor do esmalte podem revelar detalhes da personalidade
Novidades no mundo dos esmaltes
Isabelle Drummond usa gelo no rosto para manter a pele linda

“Se a pessoa trabalha em uma empresa, ela está representando a pessoa jurídica. Não combina usar uma roupa formal com um esmalte pink, neon, não é mesmo?”, indaga o apresentador do programa “Esquadrão da Moda” (SBT). “Quando você apresenta um projeto, você o mostra com as mãos. Daí ao final da reunião você pergunta ao cliente sobre o conteúdo da reunião, mas ele comenta sobre as suas unhas. Pior ainda quando a mulher nem cuida delas, é questão de higine. Se não gosta de esmalte, ao menos corte as unhas, passe um óleo para as cutículas”, aconselha.

Grund também chamou a atenção para os tipos de decoração nas unhas. “É legal brincar com as nuances das cores, mas é preciso ter muito cuidado. Desenhos de bichinhos e corações são para as adolescentes, adultas podem usufruir das formas geométricas ou estampas de bicho. A nail art não é proibida, mas o ideal é tirá-la para ir ao trabalho”, finaliza.