Uma ano sem Marília Mendonça: 10 lançamentos póstumos da Rainha da Sofrência

Marília Mendonça em
Marília Mendonça em "Te Amo Demais". Foto: Reprodução/Youtube

Resumo da notícia:

  • Legado de Marília Mendonça segue vivo após sua morte

  • Cantora nos deixou há exatamente um ano, vítima de um acidente aéreo

  • Reunimos os lançamentos póstumos da goiana

Há exatamente um ano, o Brasil perdia Marília Mendonça, vítima de um acidente aéreo fatal ao lado do produtor Henrique Ribeiro e do tio e assessor Abicieli Silveira Dias Filho, além do piloto Geraldo Medeiros Júnior e do copiloto Tarciso Pessoa Viana. A queda da aeronave na cidade de Caratinga, em Minas Gerais, provocou a morte da Rainha da Sofrência naquela sexta-feira, 5 de novembro de 2021, que ficou marcada para sempre.

No entanto, o legado da goiana segue vivíssimo na música brasileira, tanto no sucesso constante de hits dos últimos anos, quanto em novas músicas e regravações de clássicos. Isso porque gravações inéditas da cantora marcaram o ano de saudade da artista. Confira 10 lançamentos póstumos:

Calculista (Marilia Mendonça e Dom Vittor & Gustavo)

Um mês após a perda de Marília Mendonça, o irmão da cantora, João Gustavo, lançou a parceria "Calculista", de sua dupla Dom Vittor e Gustavo. O trio já havia gravado até clipe ao vivo da música, que conta com 24 milhões de visualizações atualmente.

O detalhe é que a dupla encerrou as atividades ao final de setembro deste ano apesar do sucesso da colaboração. João Gustavo revelou que sentiu a necessidade de concentrar as atenções na mãe, Ruth, e no sobrinho, Leo, e se permitir viver o luto tão repentino.

Insônia (Ludmilla e Marília Mendonça)

Em "Insônia", Marília Mendonça mergulhou no pagode ao participar do "Numanice #2", segundo projeto de Ludmilla no gênero. Lançada em agosto deste ano, a música foi interpretada pela carioca durante a gravação do DVD no Rio de Janeiro com direito ao áudio da Rainha da Sofrência na performance. No Youtube, a apresentação divulgada há pouco mais de dois meses conta com 21 milhões de visualizações.

50 por Cento (Naiara Azevedo e Marilia Mendonça)

Após ter sido alvo de polêmica, o clipe da parceria de Naiara Azevedo e Marília Mendonça chegou ao público em março. Isso porque o irmão da cantora falecida não havia gostado de ver a ex-BBB divulgando a canção dentro do "BBB22" e enxergou o lançamento como oportunismo.

Na sequência, João Gustavo usou as redes sociais para voltar atrás, se desculpar com Naiara e explicar que havia encrencado com um vídeo produzido após a morte de Marília. "A equipe da Naiara Azevedo nos procurou e entendeu nossa posição contrária ao lançamento de uma gravação feita após a morte da Marília. Um vídeo totalmente diferente daquilo que a Marília havia feito em vida, com um tom apelativo de tristeza e sofrimento", explicou João. Atualmente, o vídeo acumula 71 milhões de visualizações.

Amigos con Derechos (Dulce Maria e Marília Mendonça)

E rolou até espanhol! A ex-RBD Dulce Maria fez questão de divulgar ao mundo sua colaboração com a brasileira. Lançada em dezembro de 2021, "Amigos con Derechos" marcaria o início da projeção da carreira internacional de Marília Mendonça. "Como muitos de vocês sabem, ela estava aprendendo espanhol, queria fazer uma carreira internacional e, para mim, é uma honra gigante que ela tenha gravado em espanhol essa música”, escreveu Dulce no Instagram.

Amava Nada (Lucas Lucco e Marília Mendonça)

Parte da terceira temporada do projeto “Rolê Diferenciado”, o feat de Lucas Lucco com Marília Mendonça foi lançado em fevereiro deste ano. Escrita pelo cantor sertanejo ao lado de Samuel Deolli e Edu Moura, a primeira e única parceria do artista com a cantora relata um término de relacionamento. “Não tenho palavras pra descrever o quanto tô feliz por ter eternizado essa música ao lado dessa estrela”, escreveu ele no Twitter na época.

Mal Feito (Hugo & Guilherme e Marília Mendonça)

Numa clássica sofrência sertaneja sobre traição, Marília Mendonça canta "Mal Feito" ao lado de Hugo & Guilherme, numa performance que já conta com incríveis 208 milhões de views no Youtube. Lançada em janeiro deste ano, a canção conta com participação da cantora a pedido dela.

"Quando escutou, a Marília falou: 'quero participar dessa música'. Ela brincou: 'se não for nessa, nem vou participar'", relatou Guilherme ao "Splash UOL" na época. E foi sucesso! A canção dominou as paradas de sucesso do Spoitfy logo após o lançamento.

EP Decretos Reais

Além das diversas parcerias, Marília havia deixado um projeto solo inteiramente gravado. "Decretos Reais" chegou aos fãs em julho deste ano com quatro regravações de clássicos, que eternizam ainda mais a voz insubstituível da goiana. O detalhe é que a grande audiência das músicas fez o Spotify travar por cerca de cinco minutos de divulgação.

No EP, os fãs de Marília Mendonça podem ouvir sua voz reproduzindo as canções “Te Amo Demais”, de César Lemos, “Te Amo, O Que Mais Posso Dizer”, do Ovelha, “Não Era Para Ser Assim”, de Cláudio Noam e Lucas Robles, e o medley “Sendo Assim”, de Jacinto José, com “Muito Estranho”, de Cláudio Rabello e Dalto. Confira:

Sendo Assim / Muito Estranho

Te Amo, O Que Mais Posso Dizer

Te Amo Demais

Não Era Pra Ser Assim