Tumulto em festival de música deixa oito mortos nos EUA

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 min de leitura
(Arquivo) O rapper americano Travis Scott (AFP/SUZANNE CORDEIRO)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Autoridades do Texas investigavam neste sábado a tragédia ocorrida na véspera durante um grande show de rap, na qual oito pessoas morreram e 17 ficaram feridas.

Cerca de 50 mil pessoas estavam reunidas no NRG Park de Houston ontem à noite quando a multidão começou a se mover em direção ao palco enquanto o artista Travis Scott se apresentava, o que resultou em cenas de caos.

"Vi pessoas pularem as grades e sem conseguir respirar. Foi horrível", contou hoje à AFP Gavyn Flores, 18, que estava no show e ficou bloqueado perto de uma grade durante horas. "As pessoas tentavam sair, mas não conseguiam se mexer."

"A multidão começou a se aglomerar na frente do palco. Isso criou um movimento de pânico, que deixou muita gente ferida", disse o chefe dos bombeiros de Houston, Samuel Peña, em entrevista coletiva. "Temos oito mortos esta noite (sexta-feira), e vários feridos", acrescentou, especificando que a causa das mortes não foi confirmada.

Oito pessoas morreram e entre 17 e 23 ficaram feridas, informou o prefeito de Houston, Sylvester Turner. Ele declarou à rede de TV CNN que autoridades estão analisando vídeos da tragédia e ouvindo testemunhas, organizadores e pessoas que foram hospitalizadas.

Mais de 300 pessoas receberam atendimento no local com ferimentos leves na primeira noite do Festival Astroworld, de dois dias, que Scott ajudou a organizar, segundo autoridades. O artista interrompeu o show várias vezes quando viu fãs angustiados perto do palco, informou o jornal "Houston Chronicle".

- 'Devastado' -

Os sobreviventes descreveram cenas caóticas, com pessoas esmagadas e outras lutando para respirar, de acordo com o Houston Chronicle. "Estávamos abraçados uns aos outros para evitar sermos separados", disse um sobrevivente. "Se a gente se soltasse, com certeza ia se separar", completou.

Outra pessoa contou ao jornal que teve de carregar um homem que havia caído sobre as barricadas de segurança e depois viu paramédicos aplicaram nele uma técnica de reanimação.

"Estou absolutamente devastado com o que aconteceu ontem à noite", tuitou Scott. "Minhas orações estão com as famílias e todos aqueles afetados."

Mais de 360 policiais e 240 seguranças foram contratados para o festival. Segundo a polícia de Houston, os fatos se sucederam rapidamente. "Em um intervalo de poucos minutos, subitamente, várias pessoas tiveram algum tipo de parada cardíaca", relatou o subchefe de polícia Larry Satterwhite.

Vídeos publicados nas redes sociais mostram paramédicos atendendo pessoas desmaiadas durante o show. Em outras imagens, dezenas de pessoas se aglomeram nas portas de acesso, sem que os seguranças consigam conter o fluxo.

Os organizadores cancelaram o restante do festival, que não continuará neste sábado. "Nossos corações estão com a família do Festival Astroworld esta noite, especialmente com os que perdemos e com seus entes queridos", disseram os organizadores na conta do evento no Instagram. "Estamos concentrados em ajudar as autoridades.”

O Astroworld é um festival de música criado pelo próprio Scott, em 2018. O rapper, de 29 anos, que tem um filho com a estrela de reality show Kylie Jenner, ficou conhecido em 2013 e teve seis indicações ao Grammy.

Neste fim de semana, outros shows também estavam programados, como o dos rappers Chief Keef e 21 Savage, e o do grupo de rock australiano Tame Impala. Em sua apresentação de ontem, Scott dividia o palco com o astro do rap canadense Drake.

bur-ssy/dw/jfx/bl/sag/lda/me/tt/lb

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos