Tudo o que se sabe sobre a morte de 46 pessoas dentro de caminhão nos EUA

Quarenta e seis pessoas foram encontradas mortas dentro de um caminhão perto da cidade de San Antonio, no Texas, nos Estados Unidos, nesta segunda-feira. Além dos cadáveres, outras 16 pessoas foram levadas a hospitais da região, segundo o governo local. O Departamento de Segurança Interna dos EUA assumiu a investigação.

Imigração: EUA anunciam investimento privado anti-imigração de US$ 1,9 bilhão na Cúpula das Américas

Decisão da Suprema Corte: Os últimos dias da última clínica de aborto do Mississippi

A hipótese inicial é que as vítimas sejam imigrantes, que entraram no país de forma ilegal. A tragédia levantou mais uma vez o debate sobre as políticas migratórias dos Estados Unidos. Veja o que se sabe até o momento sobre o caso:

Como os corpos foram encontrados

O caminhão onde estavam as vítimas foi abandonado em uma estrada remota em San Antonio, Texas, pouco antes das 18h locais. Conforme o chefe da polícia local, William McManus, um funcionário da cidade ouviu um grito de socorro do caminhão e descobriu a situação. Um funcionário do Corpo de Bombeiros da cidade disse que encontrou “pilhas de corpos” e nenhum sinal de água no veículo.

— Os pacientes que vimos estavam quentes ao toque, estavam sofrendo de insolação, exaustão. Era um trator-reboque refrigerado, mas não havia unidade de ar condicionado visível naquela plataforma — disse o chefe dos bombeiros de San Antonio, Charles Hood, em entrevista coletiva.

Direitos religiosos: Suprema Corte dos EUA decide a favor de treinador de futebol demitido após orar em campo

Investigação

Um porta-voz do Serviço de Imigração e Alfândega dos EUA (Ice) disse que sua divisão de Investigações de Segurança Interna assumiu o caso em coordenação com a polícia local. A ocorrência é descrita como “um suposto evento de tráfico humano”.

'Ponto de desembarque'

A área era onde o caminhão foi encontrado é um local conhecido pelos moradores como um “ponto de desembarque” para imigrantes, disse ao New York Times Ruby Chavez, 53, uma dona de casa que mora a cerca de 1,6 km dali.

— Você pode dizer que eles acabaram de chegar aqui. Nós os vemos com mochilas ou pedindo comida ou dinheiro — disse Chavez. — É triste. E agora estou ouvindo que há crianças.

O sul do Texas tem registrado um grande número de travessia de imigrantes ilegais. Os grupos viajam em veículos através dos postos de controle até San Antonio, a cidade mais próxima, de onde se dispersam para outros locais nos EUA. Em 2017, dez imigrantes morreram depois de ficarem presos dentro de um caminhão estacionado em um supermercado em San Antonio.

Mais de 200 passageiros: Trem descarrila após bater em caminhão, nos EUA

O que dizem as autoridades

O prefeito de San Antonio, Ron Nirenberg, disse que os 46 que morreram tinham “famílias que provavelmente estavam tentando encontrar uma vida melhor" e lamentou: "Isso não é nada menos que uma terrível tragédia humana”.

Já o governador republicano do Texas, Greg Abbott, culpou o presidente dos Estados Unidos pelo caso: “Essas mortes estão na conta de Biden. Elas são o resultado de suas políticas mortais de fronteira aberta”, escreveu no Twitter.

O ministro das Relações Exteriores do México, Marcelo Ebrard, também disse que o caso era uma "tragédia" e informou que autoridades consulares iriam ao hospitais prestar ajudar as vítimas que foram socorridas.

O Ministério das Relações Exteriores da Guatemala compartilhou no Twitter que funcionários consulares estão indo ao hospital “para verificar se há dois menores guatemaltecos lá e em que condições eles estão”.

Um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores de Honduras disse à Reuters que os consulados do país em Houston e Dallas estariam investigando o incidente.

Vítima mais jovem tinha 13 anos: Tudo o que se sabe sobre as mortes de 21 adolescentes em uma boate na África do Sul

Cúpula das Américas

A tragédia ocorreu após governo dos EUA apresentar na Cúpula das Américas uma declaração com compromissos regionais para conter a imigração irregular, um dos principais temas da agenda política do presidente. Antes do início da reunião entre líderes, Biden anunciou um pacote de investimentos de US$ 1,9 bilhão, destinado à criação de empregos em nações que tradicionalmente são o ponto de partida para muitos dos que tentam cruzar a fronteira.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos