TSE rebate Bolsonaro sobre acusação de fraude nas Eleições de 2018

Brazil's President Jair Bolsonaro speaks at an International Grace of God Church event, at Botafogo beach in Rio de Janeiro, Brazil, Saturday, Feb. 15, 2020. Tens of thousands of people gathered to celebrated the 40th anniversary of the evangelical church. (AP Photo/Leo Correa)

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) emitiu uma nota nesta terça-feira rebatendo as acusações feitas pelo presidente Jair Bolsonaro ontem, de que teria ocorrido uma fraude nas eleições presidenciais de 2018. "Eleições sem fraudes foram uma conquista da democracia no Brasil e o TSE garantirá que continue a ser assim", afirmou o tribunal.

E nos siga no Google News:

Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

A resposta do TSE foi divulgada um dia após Bolsonaro afirmar que tem provas de que foi eleito em primeiro turno, apesar de não ter apresentado nenhum indício nesse sentido. O presidente já havia feito acusações de fraude em 2018, mas agora, pela primeira vez, disse ter "provas" — sem mostrá-las.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

— Eu acredito que, pelas provas que tenho em minhas mãos, que vou mostrar brevemente, eu tinha sido, eu fui eleito no primeiro turno, mas no meu entender teve fraude. E nós temos não apenas palavra, nós temos comprovado, brevemente eu quero mostrar — disse, ontem, em evento nos Estados Unidos.

Leia também:

O TSE, por sua vez, reafirmou "a absoluta confiabilidade e segurança do sistema eletrônico de votação". O tribunal disse ainda que a auditabilidade do processo permite apurar eventuais denúncias e suspeitas, "sem que jamais tenha sido comprovado um caso de fraude, ao longo de mais de 20 anos de sua utilização".

De acordo com a Justiça Eleitoral, caso haja uma prova de irregularidade, as autoridades agirão com "presteza e transparência para investigar o fato". "Mas cabe reiterar: o sistema brasileiro de votação e apuração é reconhecido internacionalmente por sua eficiência e confiabilidade. Embora possa ser aperfeiçoado sempre, cabe ao Tribunal zelar por sua credibilidade, que até hoje não foi abalada por nenhuma impugnação consistente, baseada em evidências", completa.