Tristeza no k-pop: não tem BTS no Brasil em 2020

Fenômeno do k-pop continua sendo a atração internacional mais pedida para shows no Brasil, nas redes sociais

Maior sucesso do k-pop e artista mais pedido para shows no Brasil, nas redes sociais, em 2019, o BTS veio ao Brasil e lotou duas vezes o Allianz Parque, em São Paulo em maio. Mal deixou o país e passou a ser novamente o mais pedido. Agora anunciou mais uma turnê, mas...não volta pra cá em 2020. O grupo prefere esperar mais um pouco para retornar.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Siga a gente!

A nova série de apresentações vai promover “Map of the Soul: Seven”, que chega ao mercado no dia 21 de fevereiro e é a segunda obra de uma trilogia iniciada com o EP “Map of the Soul: 7”, no ano passado. O grupo decidiu colocar foco em outros países, e o Brasil fica fora, ao menos em 2020.

Leia também

O septeto vem esquentando “7” com o lançamento de singles que farão parte do trabalho. O mais recente é “Outro: Ego”.

O título gerou teorias entre os fãs. Seriam mais sete músicas (como em “Persona”)? Cada uma dedicada a um dos BTS?

Fenômeno

O BTS é, na verdade, um fenômeno não só do k-pop (denominação dada ao pop produzido na Coreia do Sul) como do pop internacional. O grupo é o maior vendedor de discos atual. “Persona” chegou a quase quatro milhões de cópias. “7” segue o caminho. Já teve mais de 200 mil pedidos na pré-venda. Tudo isso com sete anos de carreira.

Em 2018, BTS teve dois álbuns na primeira posição da Billboard, foi capa da Time e também fez sucesso no cinema, com o filme “Burn the Stage: the Movie”.

A vinda de 2019 ao Brasil integrou a turnê mundial  Love Yourself: Speak Yourself. Na ocasião, São Paulo foi a única cidade com shows do grupo na América Latina.