Três técnicas ayurvédicas para eliminar toxinas do organismo

Óleos vegetais são terapêuticos na rotina ayurvédica

Ancorada em um olhar que respeita os ciclos da natureza, a cura ancestral e a integração de corpo e mente, a Ayurveda é também um caminho para a autonomia no cuidado com a saúde. Mais do que usar os ingredientes e técnicas naturais para a cura de doenças, este sistema de medicina milenar inspira a prevenção. E evitar o acúmulo de toxinas é parte principal desta jornada.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Não à toa, existe uma série de hábitos diários que os entusiastas da Ayurveda seguem pensando nisso. Dentro desta rotina, também chamada de dinacharya, aliadas a outras práticas saudáveis, como acordar com o nascer do sol, se exercitar diariamente, evitar alimentos processados e industrializados, três atitudes se destacam. O que elas tem em comum, além de eliminar as toxinas do corpo? A simplicidade.

 Leia também

Confira três técnicas ayurvédicas para eliminar toxinas do organismo

1. Raspar a língua

Passo mais importante para um corpo livre de toxinas: raspar a língua

Umas das práticas matinais mais importantes e populares na Ayurveda é a raspagem da língua. Trata-se da remoção dos restos de alimentos, bactérias, fungos e toxinas da superfície que se acumulam, pasme, nesta área durante à noite. Experimente observar a superfície da sua  língua logo ao acordar e vai perceber que, sobre ela, fica uma camada esbranquiçada. É tudo toxina. Porque isso acontece? É o corpo querendo se desfazer dessas toxinas.

Essa camada precisa ser removida logo que acordar, antes mesmo de beber água ou escovar os dentes”, afirma a médica indiana Nisha Manikantan, autora do livro ‘Ayurveda Simplificada: Matriz Corpo-Mente’

 “Sem a raspagem, eles serão reabsorvidos pelo organismo e podem agravar problemas digestivos e respiratórios, influenciando a vitalidade. Para a raspagem da língua é indicado raspador de língua de aço inoxidável, por ser mais higiênico. Vale evitar os de plástico. E caso não encontre nenhum, utilize uma colher”, explica o terapeuta Alexandre Souza, instrutor da Sri Sri School no Brasil.

2. Kavala Gandusha

Após raspar a língua: bochecho com óleo de gergelim

O nome é difícil, mas nada mais é do que um gargarejo que tem como objetivo um processo de purificação que consiste em bochechos e gargarejos com óleo de gergelim natural morno, que deve ser feito ao acordar, ainda em jejum. Segundo o instrutor da Sri Sri School, possui vários efeitos positivos, como a limpeza imediata, lubrificação e o fortalecimento da gengiva e dos dentes. Também é muito indicado para aliviar a tensão na mandíbula, melhorar o paladar e aumentar a imunidade.

 3. Oleação

Só se o óleo for 100% vegetal!

Ao acordar, depois das práticas de higiene bucal, entre outras, a ideia é aplicar óleo vegetal 100% natural, como gergelim prensado a frio, coco ou semente de uva, dos pés à cabeça. É uma forma de nutrir os tecidos. Mas esta não é uma ação estética. O óleo pode acabar acionando toxinas do corpo e, por isso, deve ser removido. Você pode aplicar o óleo, fazer uma caminhada e se lavar no banho normalmente. Mas não passar mais de meia hora com ele no corpo.