Tratando câncer, Jane Fonda diz não ter medo de morrer

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Diagnosticada com um linfoma não Hodgkin, a atriz Jane Fonda, 84, diz não ter medo da morte. Em entrevista franca ao Entertainment Tonight, ela conta que está pronta para partir e que não tem mais muito tempo.

A revelação começou a ser feita depois de uma pergunta sobre a importância de ter mais famosos, assim como ela, fazendo ativismo social. "Por bem ou por mal, celebridades chamam atenção para algumas causas. Eu não estarei aqui por muito mais tempo e precisamos envolver celebridades nessas questões", começou.

Questionada sobre a fala, Jane continuou: "Quando você chega à minha idade, é melhor você estar ciente da quantidade de tempo atrás de você e a que se estende à sua frente. Isso é apenas ser realista", pontuou.

"Eu não tenho medo de ir embora. Estou pronta. Eu tive uma vida ótima. Não que eu queira partir, mas sei que vai ser mais cedo ou mais tarde", concluiu.

Foi em setembro que Jane Fonda falou pela primeira vez sobre a doença. "Quero dizer que este é um câncer tratável e muitos pacientes tiveram progresso com os medicamentos. Desde a semana passada, várias pessoas me escreveram ou postaram que tiveram esse tipo de câncer e estão livres da doença há muitas décadas. Bem, em breve, como terei 85 anos, então não terei que me preocupar com 'muitas décadas'", disse.

A atriz agradeceu na ocasião pelas manifestações de carinho recebidas. "Estou profundamente comovida e animada pelas expressões de amor dos meus fãs. Me sinto mais forte do que em anos", concluiu Jane Fonda que havia começado as sessões de quimioterapia há três semanas.