Tradução de biografia de Philip Roth é suspensa após autor ser acusado de estupro

MARINA LOURENÇO
·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A editora Companhia das Letras anunciou, em nota enviada ao jornal Folha de S.Paulo, que suspendeu a tradução de "Philip Roth: The Biography", livro lançado neste mês sobre carreira e vida de Philip Roth, um dos maiores escritores americanos, em razão das recentes acusações de crimes sexuais contra Blake Bailey, autor da biografia. O surgimento de denúncias contra o autor, publicadas recentemente no blog literário de Ed Champion, acusam Bailey de "aliciamento, estupro, manipulação e agressão sexual." Nesta quarta (21), a editora americana WW Norton interrompeu o envio e venda promocional do livro, como mostrou uma matéria publicada pelo jornal americano The New York Times, que detalha parte das acusações. "Essas alegações são sérias", disse um porta-voz da WW Norton, em um comunicado enviado ao Times. "Diante delas, decidimos interromper o envio e a promoção de 'Philip Roth: The Biography', enquanto aguardamos qualquer informação adicional que possa surgir." Billy Gibbens, advogado do escritor, afirmou em nota que Bailey "discorda da decisão de Norton de parar de promover seu livro". O acusado também nega todas as acusações. De acordo com o Times, ele enviou um email classificando-as como "categoricamente falsas e difamatórias". No Brasil, a tradução da obra, que até então seria feita pela Companhia das Letras, foi suspensa nesta quinta. "Dadas as graves acusações de abuso sexual contra Blake Bailey, autor da recém lançada biografia de Philip Roth, a Companhia das Letras informa que suspendeu a tradução da obra e que está em contato com a editora americana e os agentes literários para se inteirar de mais detalhes", afirma a nota.