'Top Gun' ganha sequência 36 anos depois e 'evolui', diz Cruise

Trinta e seis anos se passaram desde que Tom Cruise colocou seus óculos escuros de aviador, subiu em um avião de combate e alcançou o topo de Hollywood com "Top Gun" e, finalmente, uma sequência está prestes a aterrissar. "Eu era um pouco lento (...) e às vezes sou um pouco lento", brincou Cruise em uma entrevista à AFP durante a estreia mundial de "Top Gun: Maverick", realizada na quarta-feira a bordo de um porta-aviões desativado em San Diego.

A sequência estreia no Brasil em 27 de maio

"Lento" não é uma palavra que costuma ser associada a Cruise, um dos maiores astros de cinema do mundo, que pousou de helicóptero em um tapete vermelho estendido no convés superior do USS Midway.

A sequência estreia no Brasil e nos Estados Unidos em 27 de maio. Nela, Maverick, o piloto interpretado por Cruise, volta à escola de elite da Marinha Top Gun para treinar uma turma recém-chegada de jovens aviadores arrogantes. "O clima de romance, o clima de aventura (...) Há um mundo em que você quer estar" disse Cruise, ao voltar a "Top Gun" aos 59 anos. "E, obviamente, sempre há algo ligado à aviação".

"Wingman"

O primeiro filme popularizou o conceito de "wingman", um piloto colega de voo que é também um amigo. Para Cruise, os espectadores se conectaram especialmente com a proximidade das relações no mundo da aviação. "A cultura deste mundo é muito singular (...) E é realmente interessante que a gente possa simplesmente se conectar com as amizades", disse.

Embora o filme comece com uma sequência nostálgica ambientada em um porta-aviões e apresente um breve retorno de Val Kilmer ao lado de Cruise, se apoia no geral em um grupo de jovens atores relativamente desconhecidos. "Sempre soube que era assim que eu queria que o filme começasse, desde o início, para que o público pudesse sentir: 'Vai conseguir (o que quer), confie em mim'", disse Cruise.

Tecnologia

A trama também incorpora avanços tecnológicos como os aviões de combate não tripulados, algo que Cruise - que possui uma licença de piloto também na vida real - disse ter passado décadas observando e analisando. "Tem que ser uma evolução", afirmou.

Mulheres no filme

Em "Top Gun: Maverick", as mulheres piloto de caça se juntaram ao esquadrão de elite, incluindo Phoenix, interpretada por Monica Barbaro. "Tive que aprender com algumas aviadores incríveis", disse Barbaro, que, junto com o resto do elenco, passou por um treinamento com pilotos da Marinha americana. "Elas são espertas, inteligentes, não precisam mostrar suas habilidades de forma agressiva. Eles são simplesmente incríveis".

O filme evita em grande parte o uso de efeitos especiais e os atores foram filmados no interior das cabines dos aviões de combate, enquanto desciam perigosamente. "Há uma sequência neste filme em que descemos tanto que garanto que você nunca mais verá nada parecido", garantiu o diretor Joseph Kosinski.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos