Tom Moore ganhará título de "Sir" e brinca sobre encontro com a rainha

Por Paul Sandle e Stephen Addison

Por Paul Sandle e Stephen Addison

LONDRES (Reuters) - O capitão Tom Moore, que se tornou herói nacional no Reino Unido após arrecadar mais de 33 milhões de libras para o Serviço Nacional de Saúde antes do seu 100º aniversário, vai ganhar o título de cavaleiro.

Moore será "Sir Tom" depois de uma indicação especial do primeiro-ministro britânico, Boris Johnson.

O veterano da Segunda Guerra Mundial arrecadou a soma recorde ao completar meticulosamente 100 voltas em seu jardim com a ajuda de uma estrutura de caminhada, tornando-se um símbolo da resistência britânica diante das adversidades pela crise do coronavírus.

Moore disse que era uma grande honra e que estava ansioso para conhecer a rainha Elizabeth, de 94 anos.

"Espero que ela não tenha a mão muito pesada com a espada", afirmou Moore. "Até então, eu poderia ser uma alma pobre e fraca."

O título de cavaleiro é concedido pela monarca tocando os ombros do homenageado com uma espada.

Questionado sobre o que ele dirá à rainha, Moore disse: "Qualquer discussão entre mim e a rainha terá que ser mantida em segredo".

"Estou impressionado com o fato de que isso tenha acontecido comigo", declarou ele. A honraria é a mais recente concedida a Moore. No seu 100º aniversário, no mês passado, ele foi nomeado coronel honorário e membro honorário da equipe de críquete da Inglaterra.