Tom Hanks recebe prêmio pelo conjunto da obra no Globo de Ouro

Por Nichola Groom

Por Nichola Groom

BEVERLY HILLS, Estados Unidos (Reuters) - Tom Hanks, considerado um dos homens mais simpáticos do mundo do entretenimento, recebeu um prêmio pelo conjunto da obra no Globo de Ouro, no domingo, para marcar sua carreira de 30 anos no cinema.

Hoje com 63 anos, mas ainda com jeito de garoto, Hanks foi homenageado com o prêmio Cecil B. DeMille em uma cerimônia na qual também foi indicado como melhor ator coadjuvante pelo papel do amado apresentador de televisão de programa infantil norte-americano já falecido Mister Rogers, em "Um Lindo Dia na Vizinhança".

Hanks começou o discurso de agradecimento brincando sobre seu início de carreira na comédia de TV "O Barco do Amor" e dizendo que uma gripe forte o deixou particularmente emotivo.

Ele agradeceu à esposa, Rita Wilson, e aos cinco filhos antes de mencionar uma lista longa de atores e diretores que disse terem contribuído para seu sucesso de longa data.

"Você é um idiota se não roubar de todos com quem trabalhou", afirmou, citando Meryl Streep, Meg Ryan, Denzel Washington e Charlize Theron, entre outros.

Ele venceu Oscars e Globos de Ouro consecutivos em 1994 e 1995 por seus papéis no drama "Filadélfia" e na comédia "Forrest Gump".

Cordial e confiável, ele ficou conhecido como o "Pai da América" graças às suas atuações em mais de 70 filmes, como a comédia romântica "Sintonia de Amor", o filme de guerra "O Resgate do Soldado Ryan", o filme de ação "Sully – O Herói do Rio Hudson" e a voz do caubói Woody na franquia de animação "Toy Story".

(Por Nichola Groom, Jill Serjeant e Lisa Richwine)