Tom Hanks e a mulher doam sangue para desenvolvimento da vacina contra coronavírus

Tom Hanks e Rita Wilson em fevereiro de 2020. Foto: Amy Sussman/Getty Images

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ator Tom Hanks, 63, e sua mulher, Rita Wilson, 63, doaram sangue na última semana para colaborar no desenvolvimento de uma vacina contra o novo coronavírus. Eles foram umas das primeiras celebridades a terem resultado positivo para a doença.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no InstagramFacebook e Twitter, e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário

O diagnóstico foi feito no início de março, quando os dois estavam na Austrália, onde Hanks gravava sua participação na cinebiografia de Elvis Presley, Os dois tiveram sintomas e tiveram que cumprir uma quarentena de 14 dias, antes de serem declarados curados e poderem retornar a Los Angeles, nos EUA.

Leia também:

"Muitas das perguntas são: 'O que fazemos agora?', 'Existe algo que podemos fazer?' E, de fato, acabamos de descobrir que carregamos os anticorpos", disse o ator em entrevista nesta semana. "Não fomos apenas abordados, mas nos oferecemos: 'Você quer nosso sangue? Podemos dar plasma?'", disse ele.

O ator também contou que sua mulher teve sintomas piores que os dele, como febre alta e perda do olfato e do paladar. "Ela não teve absolutamente nenhuma alegria com a comida por quase três semanas", afirmou ele, ao afirmar que agora os dois estão bem e totalmente recuperados.

Na semana passada, Hanks chegou a receber uma carta de um menino australiano de oito anos, que relatou estar sofrendo bullying por causa de seu nome: Corona. O ator respondeu ao garoto dando seu apoio e com um presente, uma máquina de escrever da marca Corona.

Tom Hanks foi um dos primeiros famosos a contrair a doença, que já atingiu também desde o tenor espanhol Placido Domingo, 79, até os jogadores de basquete, Rudy Gobert, 27, que joga do Utah Jazz, e Kevin Durant, do Brooklyn Nets.

No Brasil, o novo coronavírus matou o funkeiro MC Dumel, 28, no dia 16 de abril, após ele passar duas internado na UTI de um hospital de Salvador. Também contraíram a doença, a atriz Fernanda Paes Leme, a cantora Preta Gil, o cantor Dinho Ouro Preto, 55, e o ator Felipe Simas, 27, entre outros.