‘Tive que lutar para manter meu sobrenome’, diz Christina Aguilera

Christina Aguilera teve que lutar para manter seu sobrenome credit:Bang Showbiz
Christina Aguilera teve que lutar para manter seu sobrenome credit:Bang Showbiz

Christina Aguilera teve que lutar para manter seu sobrenome.

A estrela pop, de 41 anos, começou sua carreira na música nos anos 1990 e explicou que, por seu nome "não ser dos mais fáceis de pronunciar”, foi "muito massacrado”.

Ela disse: "Algo que eu realmente incorporo e entendo é que, você sabe, este é um nome que foi tentado a ser tirado de mim em várias ocasiões surgindo neste negócio. Não é o nome mais fácil para todos pronunciar. Foi muito massacrado. Prefiro não repetir os nomes ruins que eu poderia ter sido!"

A cantora do sucesso 'Genie in a Bottle' também explicou que ela insistiu em manter seu nome de nascimento porque está "orgulhosa" de sua herança mista e se inspirou para fazer de seu sobrenome o título de seu último álbum - que foi gravado em espanhol - como forma de criar um momento de "círculo completo".

Ela acrescentou à ‘Billboard’: "Mas eu fiquei tipo não, sou Aguilera, tenho orgulho de onde venho. Meu pai é do Equador. É autenticidade e é muito importante para mim. Por que não fechar o círculo em todos os os capítulos e encerrar em um nome, meu nome!"