Titãs se posicionam contra governo Bolsonaro nas redes sociais

·1 minuto de leitura
*ARQUIVO* RIO DE JANEIRO, RJ, BRASIL, 28-09-2019: Show da banda Titãs com convidados, no palco Sunset. (Foto: Eduardo Anizelli/Folhapress)
*ARQUIVO* RIO DE JANEIRO, RJ, BRASIL, 28-09-2019: Show da banda Titãs com convidados, no palco Sunset. (Foto: Eduardo Anizelli/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Os Titãs usaram as redes sociais para se posicionar contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). A banda de rock se uniu a diversos artistas que têm demonstrado sua insatisfação com os rumos do país e com o governo federal.

"Chega de destruição!", afirma texto publicado por eles. "O atual governo ataca o meio-ambiente, a cultura, a ciência, a tolerância, a diversidade, o bom senso e a democracia. Nos posicionamos com a maioria de brasileiros que desejam o fim imediato de tanta incompetência, descaso e desumanidade. Fora Bolsonaro!"

Na ativa desde os anos 1980, a banda passou por diversas formações. Atualmente, fazem parte dos Titãs os integrantes Tony Bellotto, Branco Mello e Sérgio Britto, que tocam acompanhados pelos músicos Mario Fabre (bateria) e Beto Lee (guitarra).

Pelo menos um deles foi contaminado com a Covid-19. Bellotto, 60, que também é escritor e marido da atriz Malu Mader, 54, anunciou que recebeu diagnóstico para a doença em dezembro do ano passado. No entanto, ele não desenvolveu as formas mais graves da doença.

Recentemente, diversos famosos se manifestaram sobre o número de 500 mil mortes por Covid-19 no Brasil, como Ivete Sangalo, Anitta, Paolla Oliveira e Juliette Freire. Muitos deles responsabilizaram o presidente por não ter evitado que esse número fosse alcançado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos