'Tinha gente que gostava de quando o povo estava pedindo golpe', diz Lula

Luiz Inácio Lula da Silva © Fábio Rodrigues-Pozzebom / Agência Brasil credit:Bang Showbiz
Luiz Inácio Lula da Silva © Fábio Rodrigues-Pozzebom / Agência Brasil credit:Bang Showbiz

Lula criticou possíveis apoiadores do regime militar que se aglomeram em frente aos quartéis do Exército.

O presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se reuniu com autoridades do governo na noite da última segunda-feira (9) em Brasília, para debater sobre os atos antidemocráticos que depredaram os prédios dos Três Poderes no domingo (8).

Em seu pronunciamento, Lula relembrou a época crítica da ditadura militar.

''Nós sabemos que já teve gente que foi presa e torturada, outros que morreram na cadeia, porque ousaram falar em derrubar o governo. Todo mundo aqui sabe quanta gente foi torturada por não concordar com o regime militar’’, lamentou

Ainda em reunião, o chefe de Estado desaprovou as ações de militares que não tomaram medidas cabíveis para desmobilização dos acampamentos instalados por apoiadores do ex-presidente, Jair Bolsonaro (PL).

‘’E agora as pessoas estão livremente reivindicando golpe na frente dos quartéis. E não foi feito nada por nenhum quartel. Nenhum general se moveu para dizer: ‘Não pode acontecer isso, é proibido pedir isso, não vamos fazer isso’. Parece que tinha gente que gostava de quando o povo estava pedindo golpe'', disparou Lula.