Tiago está na roça em A Fazenda 14; Deborah, Bruno e Shayan disputam Prova do Fazendeiro

***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 24.10.2019 - A apresentadora Adriane Galisteu, que comanda o reality show A Fazenda, da Record, durante sessão para convidados de
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 24.10.2019 - A apresentadora Adriane Galisteu, que comanda o reality show A Fazenda, da Record, durante sessão para convidados de

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Deborah, Tiago, Bruno e Shayan foram os peões indicados para disputar a 1ª roça desta temporada de A Fazenda 14 (Record), na noite desta terça-feira (20). O peão mais votado pela casa sentou no banquinho e puxou um da baia. O quarto indicado foi para a roça pela dinâmica do resta um.

Antes de iniciar a votação, Adriane Galisteu pediu para Iran Malfino abrir o poder do Lampião. Ela escolheu a chama amarela e deu a vermelha para André Marinho, que ganhou o poder de anular os votos de até três peões.

O fazendeiro Lucas indicou Deborah direto para a roça. Ele justificou o voto dizendo que ela usou de vitimismo e informações fora da casa para afetar outros participantes. A peoa chamou Lucas de incoerente e o acusou de escolher certos animais para alguns peões cuidarem como castigo porque não são do grupo dele. "Ele é um baba-ovo da Deolane, não tem argumentos e votou em mim. É um bando de covarde, eu não tenho medo [de ir para a roça]", respondeu Deborah, que está isolada no reality.

Após a votação, Adriane Galisteu pediu para André abrir o poder da chama vermelha. Ele anulou os votos de Bruno, Deborah e Kerline, mas não evitou que Tiago ocupasse o segundo banco da roça com nove votos. No contragolpe, Tiago puxou Bruno da baia para ocupar o terceiro banco. Ele o chamou de traidor.

Antes de encerrar a formação da roça, Adriane pediu para Iran abrir o poder da chama amarela. Ele ganhou a vantagem de iniciar a dinâmica do resta um e se salvou de ir para a roça. Shayan sobrou na dinâmica e ocupou o quarto banco. Ele ficou com o poder de vetar um peão para a Prova do Fazendeiro e escolheu Tiago.