Thammy Miranda diz ter deixado cargo na Câmara de SP

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ator Thammy Miranda, 37, revelou ter pedido exoneração do cargo que ocupa na Câmara Municipal de São Paulo.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Em conversa com seus seguidores nos stories do Instagram, o ator, que foi nomeado assessor especial em agosto de 2019, disse que tomou essa decisão para não onerar os cofres públicos diante da pandemia de coronavírus.

Leia também:

"Pedi para ser exonerado. Não achei justo estar ganhando o dinheiro do povo sem estar lá trabalhando. Não estou trabalhando na Câmara, pelo menos por enquanto. Quando a gente voltar a trabalhar, quem sabe", explicou.

Segundo consta no quadro de funcionários disponível no site da Câmara Municipal de São Paulo, o ator ocupava, em abril -quando a lista foi atualizada-, o cargo de assessor de liderança no gabinete da liderança da representação partidária do Partido Liberal (PL), sob o nome Thammy Brito de Miranda e Silva.

Crítico do governo Bolsonaro, Thammy fez questão de ressaltar que não é político nem ocupa cargo público e disse que, se estivesse no lugar de Nelson Teich, também teria saído do Ministério da Saúde. "A verdade é que a gente não tem um líder, tem um cara que quer mandar sozinho e que o gado dele obedeça", comentou. "Política pra mim não é profissão, não deveria ser profissão pra ninguém. Política, para mim, é missão", declarou.

Isolado em casa com a mulher Andressa Ferreira, 31, e o filho do casal Bento, 4 meses, Thammy fez um post no Instagram questionando por que os políticos não usam o SUS: "Só assim as verbas da Saúde não seriam desviadas e o povo teria o mínimo de dignidade".

Siga o Yahoo Vida e Estilo no InstagramFacebook e Twitter, e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentários