Thais Braz, do BBB21, desabafa sobre haters e fama de planta: "Não me faço de coitada, mas chorei muito"

·3 minuto de leitura

Thais Braz entrou no 'BBB21' criando altas expectativas entre o público: auto-intitulada "rainha das tretas" em seu vídeo de inscrição, a goiana afirmou que ia botar fogo no parquinho e se divertir nas festas e dinâmicas do reality. A realidade, entretanto, mostrou outra Thais: calma, introvertida e temerosa de dar muitas opiniões e criticar os colegas, a sister acabou com a fama de "barraqueira" logo na primeira semana, e começou a virar meme por suas repetições de palavras e dificuldade de se expressar durante o ao vivo.

Em um papo com o Yahoo! Entrevista sobre sua passagem pelo 'BBB21', Thais deu risada ao lembrar da intenção de tretar com os colegas na casa. "Eu achei que eu era a rainha das tretas, mas diante das tretas que a galera teve nessa edição... eu era bobeira perto daquilo. Eu tenho um lado implicante, sou muito nervosa, tem dia que eu acordo virada, a pessoa vai falar comigo e eu já vou entender errado e rebater. Eu sou muito impaciente. Por isso achei que ia brigar com todo mundo lá dentro. Mas quando vi o nível das brigas do povo, a gritaria... eu travei real. Era muito pesado aquilo pra garotinha rainha das tretas".

Leia também:

Depois de virar meme com a repetição de expressões como "tipo assim" e "ninguém é obrigado a nada", Thais afirmou que seu principal objetivo no BBB21 era evitar exatamente o que aconteceu: ser chamada de planta. 

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

"Todo mundo chega e pergunta se eu sou desse jeito mesmo. Eu não criei um personagem, sou eu mesmo. Eu entrei com o mantra de não ser planta, melhor ser cancelada do que não me posicionar. Mas, chegando lá, tudo mudou, eu fiquei pensando no que meus amigos iam pensar de mim, minha família; Quando vi lá aquela quantidade de treta, eu travei, era muita coisa, militância pra eu me posicionar... foi pesado".

Após sua eliminação, Thais precisou lidar com o número enorme de ataques de ódio que recebeu, principalmente após se aliar com Viih Tube e ser antagonizada pelo fã-clube de Juliette Freire.

"Entrei no programa tentando não julgar as pessoas, um processo que eu já vinha fazendo na terapia. No final do programa eu estava nervosa, esgotada. Daí um dia, sem nada pra fazer, de madrugada, resolvi ler os comentários de ódio. Machucou demais, chorei muito, fiquei mal mesmo. Não estou me fazendo de coitada, podem me chamar de planta, mas falar umas coisas pessoais não rola. Sou ser humano, eu sinto dor".

Mesmo após ser "cancelada", Thais afirmou que não vai desistir do sonho de ser influencer, e que aprendeu que precisa se posicionar de maneira mais contundente caso queira ser bem sucedida na nova carreira, "No BBB, eu queria mostrar a pessoa que saiu do interior, com muitas vontades de conhecer o mundo, como é ser presa tanto tempo pelo medo. O medo me prendeu 27 anos da minha vida. Eu nunca nem tinha postado um story falando, odiava falar em público. Eu queria ser influencer, mas não queria correr o risco, ter as consequências. Agora vou ter que enfrentar, eu que lute".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos