Thaila e Renato são processados por invadir terreno de vizinho no Rio

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Thaila Ayala e Renato Góes estão sendo processados pelo vizinho (fotos: reprodução / instagram @thailaayala)
Thaila Ayala e Renato Góes estão sendo processados pelo vizinho (fotos: reprodução / instagram @thailaayala)

Resumo da Notícia:

  • O casal é acusado de construir um muro de pedras no terreno do vizinho

  • Os terrenos são, segundo dados, separados por um riacho de água natural 

  • Thaila e Renato se mudaram para o local após se casarem, em 2019, e reformaram todo o imóvel

Thaila Ayala e Renato Góes parecem estar com um grande problema nas mãos. O casal, que espera o primeiro filho, está sendo processado pelo vizinho e acusados de invadir parte do terreno dele.

Segundo informações do processo nº 0005454-76.2021.8.19.0209, aberto em fevereiro de 2021, Frederico Rufilo de Oliveira reivindica de volta parte de sua propriedade que teria sido tomada pelo casal durante a reforma da casa que comparam após se casarem em 2019.

Leia também:

O casal consta como intimado pela ação em setembro deste ano e o senhor apontado como processante estima que a causa gire em torno de R$ 100 mil. Em uma recente decisão a juíza Flávia de Almeida Viveiros de Castro recusou o pedido de urgência da ação já que “os fatos não são recentes além de não haver risco de dano irreversível”.

Segundo informou o colunista Alessandro Lobianco, os imóveis são delimitados por um riacho de água natural. O aposentado alega que a divisão possibilitava que ambos os vizinhos utilizassem do córrego e cachoeira que passa pelo Condomínio Greenwood Park.

Mas o casal teria supostamente construído um muro de pedras dentro do terreno do senhor e impossibilitado seu acesso ao curso d’água e com isso adentrado ao seu terreno. Yahoo! entrou em contato com a assessoria de imprensa de Thaila e o advogado do aposentado e não teve resposta até a publicação deste texto. Ela será inclusa caso haja contato.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos