‘Teve muita gente da Polícia Militar conivente’, alega Lula sobre atos antidemocráticos em Brasília

Luiz Inácio Lula da Silva © Marcelo Camargo / Agência Brasil credit:Bang Showbiz
Luiz Inácio Lula da Silva © Marcelo Camargo / Agência Brasil credit:Bang Showbiz

Luiz Inácio Lula da Silva alegou que a entrada de manifestantes foi ‘facilitada’.

Após os atos antidemocráticos que depredaram os prédios dos Três Poderes, em Brasília, no último domingo (8), o presidente da República afirmou acreditar que houve ‘conivência’ das autoridades.

‘’Teve muita gente da Polícia Militar conivente. Teve muita gente das Forças Armadas aqui dentro conivente. Eu estou convencido de que a porta do Palácio do Planalto foi aberta para que gente entrasse, porque não tem porta quebrada. Ou seja, significa que alguém facilitou a entrada deles aqui’’, disse ele.

Em um pronunciamento direto do Palácio do Planalto no dia seguinte à manifestação, o líder do Executivo comentou sobre a segurança do Distrito Federal e decretou intervenção federal até o dia 31 de janeiro.

‘’Eles invadiram, quebraram muitas coisas e, lamentavelmente, quem tem que fazer a segurança do Distrito Federal é a Polícia Militar do Distrito Federal, que não fez. Houve, eu diria, incompetência, má-vontade ou má-fé das pessoas que cuidam da segurança pública do Distrito Federal”, disparou Lula.