Teste é vacina? BBBs não imunizados se aglomeram na pandemia

·3 minuto de leitura
As sisters afirmaram que fizeram testes contra a Covid-19
As sisters afirmaram que fizeram testes contra a Covid-19

O 'BBB21' já terminou, mas os ex-confinados desta edição continuam se encontrando e registrando almoços, reuniões e compromissos profissionais sem distanciamento social e muitas vezes sem uso de máscaras. Brothers como Sarah, Gilberto, Carla Diaz, Pocah, João Luiz e Thaís já se encontraram após o programa sem o uso de máscaras, afirmando que fizeram testes anti-Covid 19 antes de se encontrarem e estavam negativados.

A preocupação a respeito das diretrizes contra a Covid-19 começou logo após o fim do 'BBB21', quando a produção anunciou que os brothers seriam reunidos no Rio de Janeiro para gravar um "reencontro" dentro da casa. A TV Globo anunciou que os brothers ficariam em um hotel confinados para a gravação, mas o isolamento ficou apenas na teoria. Os brothers deixaram claro que foram testados antes do confinamento no hotel, mas antes de começar a hospedagem estavam em trânsito para gravações e não deixaram de se encontrar com suas equipes, fãs e funcionários dos locais pelos quais passaram. Os brothers também se encontraram com fãs durante a gravação do especial, além de se visitarem no hotel frequentemente e sem uso de máscaras.

Leia também:

De acordo com informações do Ministério da Saúde e da Organização Mundial de Saúde (OMS), o vírus da Covid-19 só pode ser detectado em testes PT-PCR entre o 3º dia até o 7º dia de manifestação de sintomas. Amostras coletadas antes ou depois dessa janela podem resultar em falsos negativos, embora a pessoa infectada possa continuar transmitindo o vírus. Em casos assintomáticos, o risco é maior, já que a janela é ainda mais difícil de ser confirmada. Caso os brothers tenham contraído o vírus um dia antes de fazerem o teste, por exemplo, ele não seria mostrado no exame mas a pessoa já estaria transmissível.

Durante o recente reencontro de Pocah e Carla Diaz, por exemplo, a funkeira afirmou que o encontro foi seguro, já que ambas fizerem testes de Covid-19 antes de se verem. As duas não explicaram se o teste feito foi o RT-PCR, de maior eficácia, e em qual janela de infecção ele foi realizado. 

O RT-PCR é considerado o "padrão ouro" pela alta sensibilidade para detectar a presença do vírus. É feito apenas com pedido médico e em laboratórios por meio da coleta de swab nasal (cotonete) nas narinas e na garganta. A infecção é confirmada pela identificação de material genético do coronavírus na secreção. O resultado demora pelo menos 24 horas.

Os testes de farmácia não possuem a mesma eficácia do RT-PCR, e um resultado negativo não significa que a pessoa possa circular com segurança. Mesmo que você tenha feito o teste RT-PCR na janela correta e de fato não esteja contaminado pelo vírus no momento do exame, você pode contraí-lo nas horas seguintes antes de se dirigir ao local que precisa ir. O uso de máscaras incorretas (de pano ou a K95, por exemplo) aumenta a chance de infeccção. Vale lembrar que, de acordo com as diretrizes da OMS, apenas máscaras PFF2 são consideradas seguras após o surgimento das novas variantes da Covid-19.

A frase "estamos testados" se tornou um padrão entre os ex-brothers da edição, e abre um precedente perigoso diante do público: se eu me testar hoje, posso então encontrar meus amigos amanhã? Com o crescimento endêmico de casos e as mais de 450 mil mortes pela Covid-19 no Brasil, é importante sair o mínimo possível e aguardar pela vacinação em massa. Testagem não é vacina, e é possível ter um falso negativo nos testes a qualquer momento, principalmente caso ele seja feito na janela incorreta.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos