‘Ter medo dá trabalho’, diz Kevin Bacon

Kevin Bacon é um veterano de filmes de terror credit:Bang Showbiz
Kevin Bacon é um veterano de filmes de terror credit:Bang Showbiz

Kevin Bacon insistiu que "dá muito trabalho" ter medo todos os dias em uma gravação de filme de terror.

O ator, de 64 anos, interpreta o vilão Owen Whistler no novo filme ‘They/Them‘ e já participou de clássicos do gênero, incluindo 'Sexta-Feira 13', ‘Ecos do Além' e ‘O Ataque dos Vermes Malditos’.

Ele agora explicou que prefere as apostas altas e a ação física de tais filmes do que "ficar sentado conversando e comendo um sanduíche" em um drama.

Questionado por que ele gosta de fazer filmes de terror, ele disse ao site ‘Slash Film’: "Bem, a alegria é que as apostas são tão altas. É uma coisa boa para eu interpretar. Se você está correndo para salvar sua vida, ou está tentando destruir algum tipo de força maligna, ou esfaquear alguém ou ser esfaqueado, seja lá o que for, isso é apenas uma coisa boa. Isso é apenas uma coisa que você quer interpretar.”

“Prefiro fazer isso do que ficar sentado conversando e comendo um sanduíche. Além disso, às vezes com horror, há muitas coisas físicas, nas quais eu também gosto de entrar. Não há tanto em ‘They/Them’. Mas também, o desafio é que são diferentes níveis de medo porque, especialmente se você é um líder e tem que passar por isso passo a passo, tentar encontrar uma nova maneira de ter medo todos os dias é realmente - isso pode dar muito trabalho."

‘They/Them‘ se passa em um campo de conversão gay e Kevin adorou a maneira como seu personagem lentamente revelou seu verdadeiro “eu” ao longo do filme.

Ele afirmou: "Bem, eu acho que ele é um manipulador, por um lado. Ele conhece esse grupo de pessoas, eles não estão lá - talvez alguns deles estejam lá porque eles meio que querem estar lá. Eu acho que talvez o personagem Stu meio que quer se tornar mais machista ou algo assim, mas eles também estão, no mínimo, com medo de estar lá. Ele vai tentar deixá-los à vontade o máximo possível, e então vê uma abertura, e entra com o terror (sic).”