Teorias da Conspiração: existem reptilianos entre nós?

Na próxima vez que você olhar para a rainha da Inglaterra, repare se ela tem escamas ou pupilas verticais, tipo um lagarto. Muita gente acredita que Elizabeth II é uma reptiliana. Para um grupo muito peculiar de pessoas, todos os grandes líderes mundiais são répteis alienígenas disfarçados.

A ascensão dos reptilianos

Há milhares de anos, essa raça teria vindo de um planeta distante e se infiltrado na Terra, alterado nosso DNA e nos escravizado. Deste então, eles controlam os governos, a mídia e tudo mais, com o objetivo de implantar um Nova Ordem Mundial.

Para apoiar essa teoria maluca, alguns apontam o fato que 43 dos 46 presidentes dos Estados Unidos são parentes. Essa parte é verdade.

Na cabeça de conspiracionistas, isso comprova que as famílias mais poderosas do mundo se casaram entre elas para manter a pureza do sangue alienígena.

A maçã do Éden, oferecida a Eva por uma cobra, indicaria que os reptilianos já causavam até na versão bíblica da história. Isso sem falar de Hollywood, do Vaticano, e tudo mais.

Onde tudo começou...

Os lagartões surgiram na mente das pessoas há pelo menos cem anos, mas um autor britânico chamado David Icke as popularizou. O especialista em teorias da conspiração, se é que isso existe, vende livros, faz palestras e ganha muito dinheiro com isso.

Mas nem Icke passou da barreira que parece colocar fim a todas as conspirações: provar que são reais. Quer dizer, isso se você não chama vídeo editado no youtube de evidência científica.

Teorias da Conspiração

Há uma Nova Ordem Mundial que comanda tudo? Os alienígenas estão entre nós? A realidade pode ser uma simulação? Basta navegar um pouco pela internet para se deparar com essas perguntas - e respostas igualmente surreais. Narrado por Andrei Fernandes, host do Mundo Freak, a série Teorias da Conspiração revisita oito das mais famosas dela e mostra que, apesar de boas histórias, não há nenhuma comprovação científica...Por enquanto.

Toda quinta-feira, um novo episódio no Yahoo!