Em festa de 40 anos do PT, Freixo pede: "Temos que destruir o governo Bolsonaro"

Mauro Pimentel/AFP via Getty Images

RESUMO DA NOTÍCIA

  • Em evento dos 40 anos do PT, deputado disse que Bolsonaro "sempre foi o esgoto do sistema".

  • Ele também chamou o ministro da Educação, Abraham Weintraub, de "perverso e estúpido".

Durante evento pelas comemorações de aniversário dos 40 anos do PT, nesse sábado (8), no Rio, o deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ) pediu à militância: "Temos que destruir o governo Bolsonaro", afirmou. "Resistir é ganhar tempo. Precisamos de algo mais que resistir", completou Freixo, que é pré-candidato à Prefeitura do Rio de Janeiro.

A informação foi publicada pelo portal UOL, segundo o qual Freixo fez ainda outras críticas a Bolsonaro – que, por mandatos consecutivos, havia sio deputado federal pelo Rio, por diversos partidos.

Leia também

"Ele sempre foi o esgoto do sistema. Ele defendeu a legalização das milícias", disse o deputado sobre o ex-capitão. "Ele sempre representou o pior da política", definiu.

O parlamentar também fez críticas ríspidas ao ministro da Educação, Abraham Weintraub, a quem resumiu: "É perverso e estúpido".

Segundo o UOL, Freixo participou de um debate com representantes de partidos de esquerda, de modo que sua fala foi uma das mais aplaudidas pelos cerca de 2.000 militantes petistas que assistiam ao debate. Além de Freixo, participaram a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, o presidente do PSB, Carlos Siqueira, a ex-deputada Manuela D'Ávila (PCdoB), e o presidente do PDT, Carlos Lupi.

A declaração do deputado sobre Bolsonaro causou a reação do deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP), que, no Twitter, avisou que vai processar Freixo em função do que foi dito. “Declaração de ódio manifestamente antidemocrática! Interpelarei o deputado na Justiça, para que esclareça o que de fato quis dizer. Conforme a resposta, Lei de Segurança Nacional nele!”, clamou o deputado e pastor, integrante da base bolsonarista na Câmara.