Taylor Swift volta a ser alvo de assediador

·1 minuto de leitura
Taylor Swift no Lincoln Center de Nova York, em 23 de abril de 2019

A cantora americana Taylor Swift foi mais uma vez vítima de um suposto assediador, um homem que foi preso no sábado após tentar entrar em seu apartamento em Nova York.

A polícia de Nova York informou nesta segunda-feira (19) que deteve e acusou um homem de 52 anos, identificado como Hanks Johnson, por invasão de domicílio, após receber um chamado para ir à casa da cantora em Manhattan pouco depois das 20h30.

A polícia não especificou onde a cantora estava durante o incidente.

Swift, de 31 anos, que recentemente se tornou a primeira artista feminina a ganhar três vezes o prestigioso Grammy na categoria Álbum do Ano, dessa vez com seu álbum "Folklore", já teve que enfrentar assediadores em várias ocasiões.

Em julho de 2019, um homem de 32 anos foi detido por posse de "ferramentas de roubo" em frente à residência da cantora em um resort no pequeno estado americano de Rhode Island, a nordeste de Nova York.

E alguns meses antes, em março de 2019, outro homem foi preso - pela segunda vez em menos de um ano - na porta de seu apartamento em Manhattan.

Roger Alvarado, que foi proibido de se aproximar de seu apartamento, quebrou uma janela para entrar em seu loft enquanto a cantora estava fora.

mdo-cat/vgr/mps/ll/bn/mvv