Alerta! Jovem faz tatuagem, não usa plástico filme e fica sem mexer o braço

Jovem para no hospital após tatuagem mal feita infeccionar (Foto: Reprodução)

A história desta jovem do Reino Unido vai fazer você pensar duas vezes antes de fazer uma tatuagem em qualquer lugar. Nancy Anderson, de 20 anos, sofreu com o resultado de uma tattoo mal feita por um profissional sem licença. A borboleta que fez no pulso esquerdo infeccionou e ela acordou no dia seguinte ao procedimento sem sentir o braço.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Siga a gente!

Nancy contou ao site Mirror que decidiu fazer a tatuagem com um “profissional” que não conhecia porque seu estúdio favorito não tinha horário disponível e ela queria fazê-la logo. Ele ainda atendeu a cliente na própria casa. A consequência desta escolha comprometeu a sua saúde: o desenho se transformou em uma grande lesão com feridas profundas.

Leia também:

Após perceber que a situação era séria, a jovem ligou para o seu médico e ele recomendou que ela fosse para o hospital imediatamente. Chegando lá, foi submetida a um tratamento com antibióticos. “Os médicos me deram seis doses de medicamento porque precisavam impedir que a infecção chegasse no meu coração”, contou Nancy.

Jovem para no hospital após tatuagem mal feita infeccionar (Foto: Reprodução)

O pulso da jovem britânica ficou tão inchado que estava impedindo a circulação de sangue na região. Devido a gravidade da situação, ela precisou ficar internada no hospital por uma noite.

“Fiquei com cicatrizes permanentes e acho que nenhum profissional vai conseguir consertar isso. Não vale a pena economizar dinheiro em tatuagem”, disse. Veja a comparação de uma tatuagem que Nancy tem no pulso direito com o desenho que deu errado:

Jovem para no hospital após tatuagem mal feita infeccionar (Foto: Reprodução)

Nancy tem outros seis desenhos pelo corpo e garante que nada se compara com a dor que sentiu na última experiência. O procedimento durou cerca de 5 horas, o que não é comum para uma tattoo daquele tamanho. “Foi horrível e eu sabia que algo estava errado. Tive que pedir para que ele parasse de tatuar”, contou.

Ela ainda revelou que o tatuador não cobriu o desenho com plástico filme no final, procedimento que é extremamente necessário para evitar infecções.

Jovem para no hospital após tatuagem mal feita infeccionar (Foto: Reprodução)

Cuidados com a tatuagem

O fato do tatuador de Nancy não ter protegido o desenho com plástico filme depois de pronto pode ter sido um dos fatores determinantes para a evolução da infecção. “É preciso manter a tatuagem fechada por algumas horas pois a pele fica extremamente sensível”, diz a dermatologista Ana Carolina Sumam.

“Existe uma bactéria que habita na nossa pele que pode penetrar nas microlesões e desenvolver uma infecção cutânea que, se for mais grave, pode até causar a morte”, explica.

A especialista ainda garante que a higienização da tattoo com água e sabonete antiséptico é fundamental para mantê-la saudável. “Também é recomendável o uso de cremes cicatrizantes para que a pele não fique tão exposta”, afirma.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) orienta que as pessoas procurem estúdios de tatuagem e profissionais que tenham a licença do órgão e trabalhem com materiais descartáveis e esterilizados.

“É preciso ter muito cuidado pois a tatuagem é um procedimento que envolve agulha e tem o contato com o sangue. Ainda existe a possibilidade da contração de vírus como o HIV e hepatite B se feita em más condições”, lembra a médica.