Justiça do Rio arquiva inquérito contra Daniel por suposto estupro no BBB12

Segundo a Central Globo de Comunicação, o Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro encerrou nesta terça-feira, 20, o inquérito policial contra o modelo Daniel Echaniz, investigado pelo crime de estupro de vulnerável, durante a participação no "Big Brother Brasil 12".

O Tribunal entendeu que, de acordo com o depoimento de Monique, a suposta vítima do abuso, não houve crime e arquivou o inquérito. Com isso, foi suspensa também a proibição de o modelo sair do país, como já havia pedido à Justiça a advogada de Daniel.

Ainda segundo a assessoria da TV Globo, diante das especulações geradas pelo caso, Daniel foi afastado do BBB12 no dia 16 de janeiro para também poder responder formalmente às acusações. Já a participante Monique foi eliminada do programa pelo público neste domingo, quando reiterou à imprensa que as carícias trocadas com o modelo na madrugada da primeira festa do reality show foram consensuais.

Vale lembrar que Daniel foi expulso do programa sob a justificativa de um "grave comportamento inadequado" dele, segundo a direção, e por ter infringido uma das regras do programa. No entanto, a emissora não esclareceu qual fora o comportamento, tampouco a regra infringida pelo modelo.

Leia também:
Ex-namorado de Renata divulga fotos seminu com 'loira misteriosa'
Jonas critica Laisa para Noemí

Acompanhe a cobertura completa de tudo o que rola na casa mais vigiada do Brasil aqui no Yahoo! Brasil.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos