‘Hostages’ estreia com tensão e clichês

O presidente do país precisa fazer uma cirurgia. Aparentemente um procedimento sem grandes riscos. A médica escolhida para ser a responsável pela saúde do homem mais importante do país (e sendo o país os Estados Unidos, um dos mais importantes do mundo) tem uma vida normal, com uma família normal.

Mas nada é tão simples assim, afinal, estamos falando do enredo básico de 'Hostages', nova série da Warner que estreia nesta segunda (uma semana depois de ser exibida da TV americana).

Produzida por Jerry Bruckeimer (famoso produtor de filmes de sucesso como 'Piratas do Caribe' e 'Top Gun', além de séries como 'CSI'), 'Hostages' promete muita ação, tensão e surpresas. Afinal, o presidente será operado e a médica que cuidará dele será ameaçada por "bandidos" que fazem ela e sua família de reféns dentro da sua própria casa. As aspas para os bandidos estão aqui pela dualidade dos personagens que, desde o princípio, não se sabe se são bons ou ruins e quais as suas motivações para atos extremos.

Ellen Sanders, a cirugiã, é interpretada por Toni Collete (de 'United States of Tara') que é daquelas atrizes bacanas que sempre desperta um interesse em quem conhece seu trabalho para dar uma conferida no que ela anda fazendo. O problema principal do seriado (além dos muitos clichês de policiais insubordinados e famílias problemáticas) é o outro protagonista, Dylan McDermott. A canastrice do ator chega a doer pela péssima interpretação limitada e falta de expressão facial.

Mas 'Hostages' é aquele tipo de seriado divertido de acompanhar, que não será nenhuma grande obra prima da TV, mas que garante um bom entretenimento para momentos de distração.

'Hostages' será exibida pela Warner todas as segundas, às 22h25.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos