Relembre o melhor e o pior da TV nesta semana

O que foi legal:

Adeus, “A Grande Família”! Foto: Divulgação

- O capítulo final de “A Grande Família” fez jus aos 13 anos do seriado. A ideia de criar um programa dentro programa que não chega se concretizar por conta da bagunça da família foi ótima. Deus um gostinho de quero mais ao ver Lázaro Ramos de Agostisnho, Tony Ramos de Lineu, que Gloria Pires seria Nenê, Marcelo Adnet de Tuco e Débora Secco de Bebel. O seriado vai fazerfalta.

image

Lucas Salles com o padre barulhento. Foto: Reproduução

- O quadro “Caçadores de Treta”, do “CQC”, desta semana mostrou um padre de Itabirito, interior de Minas Gerais, que insistia em transmitir suas missas com alto-falantes no último volume. Foi preciso um longo de trabalho de convencimento do repórter Lucas Salles para que o “hábito” mudasse (o padre topou reduzir o volume). É cada coisa…

image

Jô Soares no dia de sua volta. Foto: Divulgação

- O retorno de Jô Soares. O apresentador voltou afiado depois de ficar mais de um mês fora da TV por causa de uma pneumonia. Jô fez muitas piadas com os rumores sobre seu estado de saúde e boas entrevistas.

image

Ângela e a filha, cúmplices no assassinado de Bruno em “O Rebu”. Foto: Divulgação

- O final de “O Rebu”. Trama ótima, elenco maravilhoso e fotografia impecável. Patrícia Piliar estava divina como Ângela, a assassina de Bruno (Daniel de Oliveira). Pena que novela não fez o sucesso esperado (veja abaixo)

O que não foi legal:

image

Daniel de Oliveira como Bruno em ”O Rebu”. Foto: Divulgação

- A novela “O Rebu” foi muito prejudicada pelo horário de exibição. A trama tinha um capítulo menor na segunda-feira, na quarta-feira não exibida por causa do futebol e nos outros dias ia ao muito tarde. Isso confundiu o telespectador. Ter de assistir o Globo Repórter para depois seguir para um trama que tem uma história complicada dá muita preguiça Outra coisa: para esse tipo de história (que vai e volta no tempo) dois meses de duração é um período muito longo.

image

Geraldo Luís: enrolação dominical. Foto: Divulgação

- O que era para ser uma homenagem ao locutor Lombardi no “Domingo da Gente” virou uma matéria longa e cansativa. Foram uma e meia de pura enrolação. Uma pena.

image

O casal Enrico e Maria Clara em “Império”. Foto: Divulgação

- O blog torce ansiosamente para esperada guinada de Enrico (Joaquim Lopes) em Império. Sabemos que o rapaz é homofóbico, mas falta ação ao personagem. Uma pena porque Joaquim arrebentou em “Sangue Bom”, onde viveu o engraçado Lucindo, e deixou “Geração Brasil” para ingressar na trama das nove. Até agora Enrico está muito sem sal, assim como sua noiva Maria Clara (Andrea Horta).