bruno gagliasso

  • Giovanna Ewbank é clicada nua por Bruno Gagliasso nas Maldivas

    Atriz compartilhou clique em que aparece sem roupa, deitada em uma rede; famosas como Anitta e Bruna Marquezine a elogiaram

  • Gio Ewbank nas Maldivas: topless, chamego com Gagliasso e mais cenas invejáveis

    Atriz compartillhou com seus seguidores alguns momentos de suas férias na ilha paradisíaca

  • Paolla Oliveira e Bruno Gagliasso estão nos sonhos dos infiéis do Brasil

    O divórcio que mais entristeceu os infiéis foi entre Claudia Raia e Edson Celulari, em 2010

  • Bruno Gagliasso relembra crise de ansiedade e surto ao interpretar torturador

    Resumo da notícia Bruno Gagliasso falou sobre uma crise de ansiedade que teve ao interpretar um torturador em "Marighella" O ator interpreta um delegado racista e sádico no filme de Wagner Moura "Lúcio é o personagem mais execrável que vivi", explicou Na semana de estreia de "Marighella", dirigido por Wagner Moura, Bruno Gagliasso falou sobre o terror que sentiu ao interpretar Lúcio, um delegado racista e torturador. O ator explicou que teve uma crise de ansiedade e um ataque de choro durante as gravações. "Lúcio é o personagem mais difícil da minha carreira. Eu já fiz serial killer, psicopata, mas nunca tinha experimentado tanto ódio, tanto sadismo em um personagem. Faço um sujeito execrável, a personificação do racismo, do autoritarismo, da falta de humanidade. Doeu demais encontrar essa pessoa em mim", desabafou. Leia também: Rejeitada em 'A Fazenda', Lary Bottino se defende: "Não sou muito barraqueira" Melhor sozinha! Larissa Manoela, Ana Clara e Luisa Sonza celebram a solteirice Queima de fogos e distorção de discurso iludem Gui Araújo e seus aliados Após a crise nas filmagens, o ator foi consolado pela equipe e explicou que a intensidade das cenas de tortura mexeram com seu emocional. "Durante a cena onde meu personagem tortura o Jorge, tive uma síncope. Uma crise de ansiedade, mexeu muito comigo". O filme sobre o revolucionário político e guerrilheiro, interpretado nas telas por Seu Jorge, enfrentou dificuldades de lançamento no Brasil por seu conteúdo político, e o diretor Wagner Moura denunciou a estrutura governamental por tentar sabotar as gravações. Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus e-mails em 1 só lugar Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

  • Justiça obriga ex-amiga a indenizar Gagliasso e Gio Ewbank em R$180 mil

    Isabela Brito Guerra foi acusada de estelionato contra o casal

  • Bruno Gagliasso critica "desgoverno" de Jair Bolsonaro: "Psicopata no poder"

    Para ator, chefe do Executivo cometeu crimes e precisa responder por eles.