Técnico do Marrocos pede que jogadores nascidos na Bélgica mantenham-se concentrados

Técnico da seleção do Marrocos, Hoalid Regragui, durante entrevista coletiva em Doha

Por Manasi Pathak

AL RAYYAN, Catar (Reuters) - O técnico da seleção do Marrocos, Walid Regragui, advertiu os jogadores nascidos na Bélgica do seu elenco para se manterem concentrados quando enfrentarem os comandados de Roberto Martínez na Copa do Mundo do Catar no domingo, alertando-os que correm o risco de cometerem erros custosos caso se emocionem em um momento "especial".

O Marrocos, 22º lugar no ranking da Fifa, tem quatro jogadores nascidos na Bélgica em seu elenco: o meio-campista Selim Amallah e o atacante Ilias Chair nasceram lá, enquanto o meio-campista Bilal El Khannouss e o meia-atacante Anass Zaroury defenderam a Bélgica nas categorias de base antes de optarem por Marrocos no profissional.

"Para qualquer pessoa com dupla nacionalidade... há uma emoção especial e isso é uma energia positiva da qual você tem que tirar proveito", disse Regragui aos repórteres neste sábado.

"Mas é uma partida que precisamos vencer. Temos que nos concentrar nisso."

"Sabemos que esta é uma partida especial para eles, mas temos que colocar isso em contexto. Você não pode ficar muito emocionado, porque isso pode levá-lo a cometer erros. E isso pode ser muito caro para nós", alertou.

Regragui, que assumiu o Marrocos em setembro depois que Vahid Halilhodzic foi demitido, disse que a equipe estava ansiosa para fazer uma surpresa contra os gigantes da Bélgica no Grupo F do Mundial, que ele chama de "o grupo da morte".

O Marrocos está empatado com a Croácia em um ponto na tabela de classificação, com a Bélgica liderando com três pontos e o Canadá em último lugar com zero.

"A Bélgica é favorita, tem jogadores de destaque e um excelente treinador. Eles têm grandes jogadores, mesmo no banco. Eles têm experiência... será um jogo difícil", disse o treinador de 47 anos.

Regragui disse que o empate sem gols com a Croácia na estreia os ajudaria a jogar de forma descontraída contra a Bélgica e que eles não temem correr riscos.

"Podemos dar à Bélgica problemas no meio-campo e tecnicamente precisamos ser muito melhores... precisamos manter a posse de bola e criar oportunidades, e se fizermos isso, manteremos a Bélgica sob pressão", disse.

Mas Regragui tem que lidar com problemas físicos em seu elenco, com o zagueiro Noussair Mazraoui sendo uma dúvida depois de deixar o campo em uma maca durante a partida contra a Croácia por causa de uma lesão no quadril.

"Ele está fora por enquanto, mas espero que ele volte para amanhã", disse Regragui. "Mazraoui e Achraf (Hakimi) e outros jogadores, incluindo o capitão (Roman Saiss), têm alguns problemas de aptidão física, mas espero que eles voltem."

"Temos três jogos nesta fase de grupos e esperamos ir além disso, e temos que tentar fazer isso sem correr riscos com lesões. Decidiremos amanhã se podemos começar com eles, mas eles estão prontos."

O Marrocos venceu a Bélgica por 4 x 1 da última vez que as equipes se encontraram em um amistoso em 2008.

((Tradução Redação São Paulo))

REUTERS ES