Técnico da Austrália espera "algumas ressacas" de torcedores após vitória sobre Tunísia

Técnico da seleção da Austrália após vitória sobre a Tunisia na Copa do Mundo do Catar

Por Rohith Nair

AL WAKRAH, Catar (Reuters) - O técnico da seleção da Austrália, Graham Arnold, disse que a vitória de sua equipe neste sábado por 1 x 0 sobre a Tunísia, a primeira vitória dos Socceroos em Copas do Mundo em 12 anos, é motivo de comemoração, mas que ainda há muito trabalho a ser feito para selar a classificação para as oitavas de final.

Uma cabeçada de Mitch Duke no primeiro tempo no Estádio Al Janoub, onde os torcedores tunisianos superaram amplamente o contingente australiano, foi suficiente para selar três pontos para a equipe de Arnold, que se defendeu bem sob intensa pressão.

A vitória também marcou a primeira vez desde 1974 que a Austrália não sofreu gols em uma partida de Copa do Mundo, o que Arnold descreveu como "loucura".

"Para os torcedores em casa, é um momento que eles vão lembrar para o resto de suas vidas. Eu só quero que eles aproveitem. Eu disse aos rapazes antes do jogo: 'Vamos colocar um sorriso no rosto da nação'", disse Arnold aos repórteres.

"Uma ou duas equipes que unem a nação são os Socceroos e os Matildas. Quando os Socceroos jogam em Copas do Mundo, torcedores da AFL, torcedores da liga de rúgbi, torcedores de críquete -- todos eles se tornam torcedores de futebol."

"Posso imaginar as comemorações em casa. Especialmente com os pontapés de saída (e jogo) das 21h no horário nobre da TV até as 23h, acho que haverá algumas ressacas pela manhã. Não terei uma!"

A Austrália não chegou às oitavas de final desde 2006, e as coisas pareciam sombrias depois de ter sido derrotada por 4 x 1 pela atual campeã França na partida de estreia.

"Acredito que a melhor 'partida amistosa' que poderíamos ter tido foi contra a França, porque fomos punidos por nossos erros", disse Arnold.

"Hoje, obviamente, a oposição não era tão boa quanto os campeões mundiais, mas eu senti que nosso desempenho, nossa luta, nossa coragem e nossa determinação --a velha maneira australiana-- era muito importante e estou muito, muito orgulhoso dos garotos", disse.

A vitória deixa a Austrália dependendo apenas de si para avançar no torneio.

"Temos que ver qual é o resultado desta noite da França contra a Dinamarca", acrescentou ele. "Nada vai mudar para nós, vamos nos concentrar em nós mesmos."

"Eu os coloquei em um círculo para dizer-lhes que estou muito orgulhoso com o que conseguimos - a nação deve estar muito orgulhosa - mas nós não conseguimos nada (ainda)."

"Não quero que os jogadores fiquem acordados a noite toda olhando para as redes sociais, preciso que eles durmam e se recuperem bem para entrar na mentalidade certa contra a Dinamarca", disse.

Quanto a ex-jogadores que haviam criticado Arnold e a equipe, ele foi sucinto com sua resposta.

"Eles nunca treinaram. Não vi quem foi crítico, mas acho que alguns deles nunca foram a uma Copa do Mundo", disse ele. "Portanto, eles não têm nenhum efeito na minha vida."