Suspeito de pedofilia, José Dumont afirma que armazenava pornografia infantil para realizar um trabalho 'sem tabus ou filtros'

Reprodução, Instagram
Reprodução, Instagram

José Dumont, de 72 anos, está preso desde a última quinta-feira (15) por suspeita de pedofilia e estupro de vulnerável. Ele foi detido pela Polícia Civil do Rio de Janeiro em flagrante por possuir fotos e vídeos de teor sexual envolvendo menores de idade no computador e no celular. O crime chocou fãs e famosos, como a atriz Alice Wegmann, e levou a TV Globo a retirá-lo da novela "Todas as Flores".

Em depoimento à Polícia, divulgado pelo jornal "O Globo", José confirmou que os conteúdos eram dele, mas alegou que eram para "consultas e estudos" para "a futura realização de um trabalho acerca do tema, sem tabus ou filtros". Ele ainda nega que tenha fotografado, filmado, produzido ou editado qualquer um desses conteúdos e afirma que as imagens foram baixadas da internet.

José também nega participar de grupos virtuais para troca de conteúdos pornográficos com menores de idade e garante que nunca comprou ou vendeu este tipo de material.

JOSÉ DUMONT SEGUE PRESO NO RIO DE JANEIRO

José Dumont seguirá preso após decisão da Justiça. Ainda segundo o jornal "O Globo", foi realizada uma audiência de custódia nesta sexta-feira (16) que decidiu por converter a prisão em flagrante para prisão preventiva.

Além do armazenamento de pornografia infantil, José é investigado por abusar de um fã de 12 anos, que ele estaria ajudando...

Veja mais


Veja também

Prisão de José Dumont por pornografia infantil choca Alice Wegmann e atriz incentiva denuncia: 'Não passarão'
Bárbara Evans afirma que a filha de 5 meses tem orelhas de abano: 'A própria mãe faz bullying'
Bianca Andrade afasta tabus de masculinidade em criação do filho: 'Quero que use maquiagem, pinte a unha'