Surfista brasileira Maya Gabeira é nomeada embaixadora da Unesco para os oceanos

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
© Adriana Niemeyer
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A surfista Maya Gabeira foi nomeada embaixadora de Boa Vontade para a função de "campeã da Unesco para o oceano e a juventude". A escolha foi anunciada nesta segunda-feira (27) durante a Conferência dos Oceanos das Nações Unidas, que acontece em Lisboa até o dia 1 de julho.

Adriana Niemeyer, correspondente da RFI em Lisboa

Maya é considerada um modelo para a juventude que segue o esporte, mesmo se disse que nunca se imaginou nesta posição. Ao ser nomeada embaixadora pela Unesco, ela afirmou estar muito sensibilizada com a homenagem e que se sentia ainda mais responsável na batalha para salvar os oceanos. Ela lembrou que é na água onde passa “a maior parte da sua vida e ao que deve tudo o que é agora, inclusive morar em Portugal”.

Indagada por uma jornalista sobre como se sente navegando num “mar de plástico”, em referência à poluição dos oceanos, a surfista respondeu que percebe o aumento de plásticos nos mares, algo que a “assusta cada vez mais”.

“É uma mudança muito visível de ano a ano, nos meus 15 anos de carreira. A gente está surfando e vê garrafas boiando… Tenta pôr no biquíni para levar para a areia, mas vê que tudo que faz é mínimo. É mesmo assustador”, desabafou.

Já quando a RFI perguntou a sua opinião sobre questões relacionadas ao meio ambiente no Brasil, a surfista foi rapidamente interrompida pela assessoria de imprensa da ONU, que considerou a pergunta “política”.

Acidente e superação

Maya foi vítima de um grande acidente surfando em Portugal, durante um campeonato em 2013, no qual quase morreu. Mas em 2020, no mesmo mar, bateu o recorde da maior onda já surfada por uma mulher, de 22,4 metros, na praia de Nazaré.

Em relação ao ativismo pela saúde dos oceanos, Maya, que é filha do jornalista e ex-deputado federal Fernado Gabeira (PV), comenta que, desde criança, o meio ambiente era um assunto recorrente na família. “Meu pai foi político durante muitos anos e um dos fundadores do Partido Verde. Minha mãe sempre foi uma ativista em prol do ambiente. Acho que esta preocupação com a mudança climática e tudo que é ligado à ecologia sempre foi uma pauta dentro de casa”, afirmou.

No ano passado, ela mergulhou com cerca de 30 pessoas em uma praia em Marselha, no sul da França, para reivindicar restrições à pesca de arrasto, que ameaça a biodiversidade e o clima.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos