'Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo' lidera disputa ao Oscar com 11 indicações

O sucesso de ficção científica "Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo" conquistou 11 indicações ao Oscar, anunciadas nesta terça-feira (24), e lidera a corrida pelas prestigiosas estatuetas, que serão entregues em Hollywood, no dia 12 de março.

Na sequência aparecem o filme de guerra alemão "Nada de Novo no Front" e a comédia irlandesa "Os Banshees de Inisherin", ambos com nove indicações da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas.

Como esperado, "Top Gun: Maverick" e "Avatar: O Caminho da Água" foram indicados na categoria de Melhor Filme, após contribuírem para o retorno do público às salas de cinema no pós-pandemia. "Pantera Negra: Wakanda Para Sempre", outro grande sucesso de bilheteria, ficou de fora.

Completam a categoria: "Elvis", filme biográfico sobre o rei do rock; "Os Fabelmans", de Steven Spielberg; "Tár", último tour-de-force de Cate Blanchett; "Triângulo da Tristeza", vencedor do Festival de Cannes, e "Entre Mulheres", adaptação de um romance homônimo.

"Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo", que retrata uma família de imigrantes sino-americanos que passam por uma auditoria fiscal e se envolvem em uma batalha interdimensional para salvar o multiverso de um poderoso vilão, arrecadou mais de US$ 100 milhões de bilheteria em todo o mundo.

O filme conquistou quatro indicações para seu elenco, incluindo de Melhor Ator Coadjuvante para Ke Huy Quan, que apareceu quando criança em "Indiana Jones e o Templo da Perdição" (1984), e Melhor Atriz para Michelle Yeoh.

"Isso vai muito além de mim", afirmou Yeoh ao The Hollywood Reporter. "Representa tantos que ansiavam por ser vistos, por ter um lugar à mesa, por dizer 'eu também valho a pena, preciso ser visto'."

Yeoh tornou-se a segunda mulher de origem asiática indicada como atriz principal nos 95 anos da premiação. Ela concorre com Blanchett, que já levou para casa duas estatuetas.

A categoria gerou controvérsia pela falta de mulheres negras indicadas, apesar de Viola Davis ("A Mulher Rei") e Danielle Deadwyler ("Till: A Busca por Justiça") serem vistas como favoritas.

Em Melhor Atriz Coadjuvante, no entanto, Angela Bassett tornou-se, como esperado, a primeira estrela dos filmes de super-heróis da Marvel a ser indicada ao Oscar, por sua atuação em "Pantera Negra: Wakanda para Sempre".

As indicações de Melhor Ator para Brendan Fraser ("A Baleia"), Colin Farrell ("Os Banshees...") e Austin Butler ("Elvis"), francos favoritos,  também não surpreenderam. Paul Mescal ("Aftersun") e Bill Nighy ("Living") completam a categoria.

- Latinos na disputa -

A produção baseada em fatos reais 'Argentina, 1985', que conta a história do julgamento que condenou militares durante a ditadura no país sul-americano (1976-1983), aparece como uma das favoritas ao Oscar de Melhor Filme Internacional.

"É justo recolocar este tema sobre a mesa", afirmou o argentino Ricardo Darín, que interpreta o promotor Julio Strassera na obra, em declarações a uma rádio de Buenos Aires, enfatizando sua "alegria" pela indicação.

Outra produção latina na disputa por uma estatueta é "Pinóquio de Guillermo del Toro", do premiado cineasta mexicano, que concorre na categoria Melhor Animação em Longa Metragem.

"AGRADECIDO e FELIZ por nossa equipe e nossos artistas e técnicos fabulosos em três países e do mundo todo!!!", tuitou Del Toro.

A atriz cubana-espanhola Ana de Armas ("Blonde") está entre as indicadas à Melhor Atriz, onde concorrerá com Yeoh, Blanchett, Michelle Williams ("Os Fabelmans") e Andrea Riseborough ("To Leslie").

Spielberg foi um dos nomes reconhecidos para a disputa de Melhor Diretor. Sem nenhuma mulher indicada na categoria, a reação nas redes sociais foi imediata.

Antes do anúncio dos indicados, Clayton Davis, editor da revista especializada Variety, disse à AFP que esta é uma das disputas do Oscar mais imprevisíveis. Isto é influenciado, em parte, pelo crescimento maciço de votantes estrangeiros na Academia.

Aspecto que parece ter sido considerável na consagração do sul-coreano 'Parasita' como o Melhor Filme de 2020 e na indicação do japonês 'Drive My Car' (sem tradução para o português) no ano passado.

"Essa disputa pode continuar", considerou Davis.

- "'Top Gun' pode ganhar" -

O ator de "O Som do Silêncio" Riz Ahmed e a atriz de 'Girls' Allison Williams anunciaram os indicados nesta terça-feira em Los Angeles.

A audiência televisiva para as cerimônias de premiação, como o Oscar, vem caindo à medida que os membros da Academia nos últimos anos têm se voltado para filmes independentes menos conhecidos, como 'Nomadland' e 'No Ritmo do Coração'.

Muitos do setor cinematográfico esperavam uma boa distribuição de indicações entre as grandes produções de 2022, sobretudo pelo momento em que gigantes como a Cineworld, segunda maior rede de cinemas do mundo, entrou com pedido de concordata.

O filme épico de ficção científica de James Cameron, 'Avatar: O Caminho da Água', que ultrapassou os US$ 2 bilhões em bilheteria mundial no fim de semana passado, obteve quatro indicações.

Já "Top Gun: Maverick",  a muito esperada sequência de Tom Cruise para seu grande sucesso de 1986, que arrecadou cerca de US$ 1,5 bilhão, recebeu seis.

Segundo Davis, o filme de Cruise "é o que parece poder ganhar o prêmio de melhor filme".

amz/sst/ad/atm/yr/ap/mvv/am