Sucessora de Ellen Roche, Ana Beatriz Godoi diz que voltar a Rosas de Ouro é um sonho

CRISTINA PADIGLIONE

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Em sua estreia como rainha de bateria, Ana Beatriz Godoi, 35, coroa a bateria com identidade, batismo do time musical da respeitada Rosas de Ouro, sob o comando do mestre Rafael Oliveira. Ela chega à agremiação da Freguesia do Ó, bairro da zona norte de São Paulo, com uma missão: suceder Ellen Roche, que estava na agremiação há quase 20 anos, sendo 12 deles no posto de rainha. 

Experiência não lhe falta. Só de sambódromo, Godoi já conta 17 anos, com passagens pela Império de Casa Verde, Acadêmicos do Tucuruvi e Unidos de Vila Maria -essa última, ela foi madrinha da escola.

"Estou muito feliz e vou realizar um sonho, que é ser a rainha da Bateria com Identidade", diz Godoi. "A Rosas é uma pavilhão tradicional do Carnaval de São Paulo e isso aumenta muito minha responsabilidade como rainha no desfile. A cada ensaio tento estar melhor para representar a escola e a comunidade."

Apesar do carinho explícito pelas agremiações por onde passou, Godoi não esconde a alegria de estar de volta à Rosas, que é a escola de seu coração. "É uma das maiores escolas de São Paulo e é a minha casa, onde eu comecei, da comunidade da minha família, onde eu nasci e cresci. Por isso, é uma honra muito grande para mim."

Sob o tema "Tempos Modernos", o samba-enredo da Rosas de Ouro neste ano exalta a relação entre o homem e a máquina, assunto que ela considera mais do que pertinente para as discussões atuais em torno de qualquer área. Nesse contexto, o figurino da rainha de bateria será todo tecnológico, representando a bateria, que virá no embalo do 5G, sinal mais moderno nas comunicações entre as pessoas.

Para aguentar o ritmo, Godoi vem se preparando com o acompanhamento de um nutrólogo que une exercícios de musculação com uma dieta equilibrada. "Faço drenagem linfática e modeladora uma vez por semana e agora voltei a comer mais carboidrato porque os ensaios me fizeram emagrecer muito", conta.

Jornalista de formação, Ana Beatriz Godoi no momento se dedica só ao desfile e à casa. "Sou do lar, por enquanto. Não tenho filhos ainda, mas está nos meus planos pra logo", diz. E já que os últimos meses têm exigido dela muito foco e energia, o projeto para depois do Carnaval é descansar a valer, com direito a uma viagem à Grécia. "Adoro viajar". E quem não gosta?

A Rosas de Ouro será a última do Grupo Especial de São Paulo a desfilar no Sambódromo do Anhembi, na zona norte de São Paulo, com o dia amanhecendo na avenida, por volta de 5h10 de domingo (23).