Série 'You' mostra que "ainda há quem ache que se possa matar por amor"

Foto: Reprodução/Netflix

Por Vinícius de Oliveira

Após uma segunda temporada bem sucedida, a Netflix anunciou que ‘You' foi renovada e terá uma terceira edição. O seriado conta a história do protagonista Joe Goldberg (Penn Badgley), um stalker manipulador e obsessivo, que em nome do amor comete diversos crimes.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Siga a gente!

"A série mostra um amor romântico, um homem que é capaz de tudo pela mulher que ama – até mesmo matar. Muitas mulheres, ainda nos dias de hoje, sonham com um homem protetor, que possa salvá-las de um trem desgovernado, que seja capaz de ir às últimas consequências pelo seu amor", conta a psicóloga Lucia Moyses, autora de "DeZequilíbrios", uma coleção de livros de suspense com transtornos mentais como pano de fundo.

Leia também

"Ainda há quem ache que se possa matar por amor. No entanto, o que o personagem mostra não é amor. É delírio, é psicose, é doença. Infelizmente, cansamos de ver filmes onde o homem é capaz de atos heroicos pela mulher e, na vida real, não é isso que acontece. O amor verdadeiro se torna banal", completa.

De fato, o charme e o carisma do ator Penn Badgley emprestados ao personagem principal tem feito fãs relatarem que, constantemente, precisam relembrar dos crimes cometidos pelo protagonista para não se deixarem seduzir. Contada em primeira pessoa, Joe tenta convencer ao telespectador (e a si mesmo) de que suas ações são justificáveis.

"O psicopata sempre acredita que está certo. Tudo que ele faz é justificável e ele não sente o mínimo de remorso ou culpa para os seus atos cruéis", explica Lucia. "Por isso, Joe tem indícios de psicopatia embora algumas de suas atitudes não correspondam ao transtorno. O psicopata é incapaz de amar de sentir afeição ou empatia por alguém. Essa é uma de suas características mais marcantes", completa. 

"O real psicopata é incapaz de qualquer emoção verdadeira, exceto raiva – quando não consegue o que quer. Ele jamais se importaria com o seu pequeno vizinho, a não ser que ele lhe trouxesse benefícios. No caso da série o protagonista tem uma obsessão que, talvez, derive de uma necessidade de se sentir importante, imprescindível. Não é amor, não é afeição. É apenas uma forma para chegar a sua meta, seja ela qual for", explica a especialista em Neuropsicologia.

Diferentemente da primeira temporada, o protagonista mostra ter mais ciência de sua condição, mas mesmo assim não busca ajuda especializada. "Psicopatas não procuram ajuda, pois eles acreditam que não têm problemas. Eles são excessivamente egoístas, megalomaníacos e sem respeito às regras sociais. O psicopata só se preocupa com o seu erro quando este lhe traz complicações ou um desfecho desagradável", diz.

Para a Lucia, até mesmo pessoas experientes podem cair na lábia de um manipulador contumaz. "É preciso tomar muito cuidado com pessoas muito sedutoras e aparentemente perfeitas, pessoas que são sempre muito charmosas, porém que surpreendem com uma raiva descabia quando não conseguem o que querem. Os golpes mais comuns envolvem dinheiro, mas também podem envolver a concorrência por um cargo ou o plágio de um trabalho escolar. Cuidado com pessoas que querem saber tudo sobre você, que se aproximaram muito rapidamente e já se tornam melhores amigas. Ninguém sai ileso após o contato com um psicopata", finaliza.

A série "You" é inspirada no best-seller homônimo de Caroline Kepnes, lançado em 2014 e publicado no Brasil com o título "Você".  A segunda temporada foi baseada na continuação "Hidden Bodies" (no Brasil, "Corpos Ocultos"), lançada em 2016.