“Star Wars”: em livro, George Lucas revela que tinha planos maiores para Princesa Leia

Ana Luiza Aragão
·2 minuto de leitura
A destemida e forte Princesa Leia seria o grande destaque da última trilogia (Divulgação)
Atriz Carrie Fisher no papel de Leia Organa (Divulgação)

Segundo o portal NME, o cineasta George Lucas, criador da franquia original de Star Wars, revelou que possuía planos maiores para a personagem Leia Organa (interpretada pela atriz Carrie Fisher). Os planos de Lucas eram que Leia fosse “a escolhida”, e ainda foi além: o diretor tinha intenções de ressuscitar o personagem Darth Maul e dar um destaque maior à ele, fazendo-o ser o principal antagonista da franquia pós-Darth Vader. Maul apareceu pela primeira vez no filme A Ameaça Fantasma (1999).

As declarações foram dadas no livro “The Star Wars Archives: 1999-2005”:

“Os filmes são sobre como Leia – quero dizer, quem mais será o líder? – está tentando reconstruir a República … Luke está tentando reiniciar os Jedi ”, afirmou George Lucas.

Ainda sobre o papel de Darth Maul, acrescentou:

“Darth Maul treinou uma garota, Darth Talon, que estava nos quadrinhos, como sua aprendiz. Ela era o novo Darth Vader e a maior parte da ação estava com ela. Então, esses foram os dois principais vilões da trilogia.”

Essa ideia nunca se desenvolveu, pois o diretor alegou que na época era necessária uma pausa para cuidar da filha e de assuntos pessoais: “Demora 10 anos para fazer uma trilogia. Eu ainda estaria trabalhando no episódio 9! Finalmente, decidi que prefiro criar minha filha e aproveitar a vida por um tempo.”, revelou o diretor.

A produtora Lucasfilm foi vendida em 2012 por US$ 4 bilhões para a Walt Disney Company, que já produziu uma terceira trilogia: “Star Wars: O Despertar da Força” (2015), “Star Wars: Os Últimos Jedi” (2017) e “Star Wars: A Ascensão Skywalker. A Disney confirmou o lançamento de uma nova trilogia a partir de 2022.

 

O livro “The Star Wars Archives: 1999-2005” será lançando nos Estados Unidos a partir de 13 de dezembro.