Spike Lee será a primeira pessoa negra a presidir júri do Festival de Cannes

·1 minuto de leitura

O Festival de Cannes adicionou nesta terça-feira (16), um enorme ponto positivo em sua história. Pela primeira vez, o júri será presidido por uma pessoa negra: Spike Lee foi o escolhido.

De acordo com os organizadores do evento, o diretor já seria o presidente do festival em 2020, entretanto, a edição foi cancelada devido a pandemia da Covid-19. Este ano, o evento foi adiado e irá acontecer entre os dias 6 a 17 de julho.

A divulgação veio em forma de uma chamada de vídeo gravada e divulgada no Twitter do Festival de Cannes. "Reserve meu voo agora, eu e minha esposa iremos!" declarou o diretor. O comunicado oficial enaltece a jornada do cineasta e seu impacto para a indústria ao longo das últimas décadas. "Há 30 anos, o incansável Spike Lee traduz com precisão as questões de sua época de uma forma resolutamente contemporânea que nunca deixa o entretenimento de lado"

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.