"Só Se For Por Amor" representa paixão dos brasileiros pela música

Pôster oficial da série brasileira
Pôster oficial da série brasileira "Só Se For Por Amor". (Foto: Divulgação/Netflix)

O povo brasileiro é apaixonado por música, não à toa somos conhecidos mundialmente por proporcionar shows épicos aos artistas do exterior. Mas a paixão pela música nacional é diferente, ela é capaz de nos conectar de forma única e reunir multidões em um coro de vozes para externar a magnitude inexplicável de sentimentos que canções como "Evidências" são capazes de nos proporcionar.

É essa a sensação que a série “Só Se For Por Amor, da Netflix, busca retratar com fidelidade: o poder que a música tem de transformar vidas, entreter e emocionar. A primeira temporada estreou nesta quarta-feira (21) no streaming e usa o gênero musical para abordar a popularidade do sertanejo, ou melhor, a famosa “sofrência”, que ganhou o coração do Brasil na voz da eterna Marília Mendonça.

A produção conta com Luciano Patrick (“A Vida Secreta dos Casais”) como showrunner e retrata o sonho de muitos artistas e compositores de emplacar hits e se tornarem astros da música com suas canções de amor (e também de traição). A série gira em torno de Deusa (Lucy Alves), que foi para Goiânia com o sonho de tentar viver de música e acabou criando uma banda ao lado do namorado, Tadeu (Felipe Bragança).

Após uma tragédia abalar o país, eles viralizam nas redes sociais fazendo um tributo a um dos maiores artistas da música sertaneja que o Brasil já conheceu. Eles veem a sorte batendo na porta quando o grande empresário César (Gustavo Vaz) se interessa pelo sucesso da banda, mas ele incentiva Deusa a seguir uma carreira solo.

Apesar de ser uma série musical, não espere por números elaborados enquanto os atores cantam e dançam porque não é essa proposta. A ideia é mostrar como a música faz parte do cotidiano das pessoas, como o brasileiro está constantemente respirando música de forma quase imperceptível. “Só Se For Por Amor” transcende o sertanejo em diversos momentos e conta com releituras de diversas canções como “Bang”, de Anitta, e “Minha Pequena Eva”, eternizada pela Eva.

A série é visualmente bonita, divertida e com uma trama envolvente. O elenco, que conta ainda com Agnes Nunes, Bruno Fagundes, Giordano Castro, Marcélia Cartaxo, Laila Garin, Micael, Adriano Ferreira e Solange Almeida, tem tanta química que é impossível não torcer para que a banda se torne o próximo fenômeno da música nacional.

Além disso, Deusa é um retrato fiel de inúmeros artistas que vivem fazendo música em busca de uma grande chance que vai mudar sua vida para sempre. A internet desempenha um papel essencial nessa história, tanto na ficção quanto na vida real. Mas para ver o sonho virar realidade, ela terá que fazer escolhas e decidir se vai apostar tudo na carreira que sempre desejou. Como o próprio título já diz, é um caminho que não se deve seguir por dinheiro ou fama, “só se for por amor”.