Will Smith é suspenso do Oscar por 10 anos após tapa em Chris Rock

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Will Smith dando tapa em Chris Rock
Will Smith eu um tapa em Chris Rock durante a cerimônia do Oscar

Will Smith foi suspenso da festa do Oscar e de outros eventos da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos Estados Unidos por 10 anos.

A decisão é uma punição pelo tapa que o ator deu no comediante Chris Rock no Oscar, em março deste ano.

A academia, que organiza a cerimônia de premiação, se reuniu virtualmente nesta sexta-feira para discutir ações disciplinares.

Smith pediu desculpas pelo tapa e renunciou à Academia.

O ator atacou Rock depois que o comediante fez uma piada com a cabeça raspada da companheira de Smith, Jada Smith, resultado da condição de queda de cabelo por alopecia.

Menos de uma hora depois, Will Smith recebeu o prêmio de melhor ator por seu papel em Rei Ricardo, longa em que ele interpreta o pai das estrelas do tênis Venus e Serena Williams.

Will Smith e Jada Pinkett Smith sorriem para as câmeras antes da cerimônia em Los Angeles
Will Smith e Jada Pinkett Smith sorriem para as câmeras antes da cerimônia em Los Angeles

Em um comunicado, a academia disse que o Oscar foi "ofuscado pelo comportamento inaceitável e prejudicial que vimos Smith exibir no palco".

Em sua declaração de renúncia, Smith disse que "traiu a confiança da academia" e estava "de coração partido" por suas ações.

Ele acrescentou que "aceitaria totalmente todas e quaisquer consequências pela minha conduta".

Sua renúncia significa que ele não poderá votar em futuras premiações do Oscar.

A punição disciplinar da academia sobre o incidente, originalmente marcada para 18 de abril, foi acelerada depois da renúncia de Smith.

Poucos já se demitiram da academia. Quatro membros - o produtor Harvey Weinstein, o ator Bill Cosby, o diretor Roman Polanski e o diretor de fotografia Adam Kimmel - foram punidos por causa de acusações de má conduta sexual, enquanto o ator Carmine Caridi foi expulso em 2004 por piratear vídeos.

Mas os padrões de conduta estabelecidos pela academia de cinema continham várias opções disciplinares para Smith, como excluí-lo de futuras cerimônias do Oscar, revogar sua elegibilidade para prêmios ou recuperar seu Oscar recém-conquistado.

Na história do prêmio, apenas um Oscar foi retirado; um longa chamado Young Americans ganhou o prêmio de melhor documentário em 1969, mas foi considerado inelegível para o prêmio naquele ano.

No final do mês passado, a atriz Whoopi Goldberg - membro do conselho de administração da academia - previu que Smith enfrentaria "graves consequências", mas disse que "não vamos tirar esse Oscar dele".

Além das ações da academia, pelo menos dois estúdios - Sony e Netflix - paralisaram projetos com Smith.

Rock, que começou sua última turnê de stand-up comedy logo após a transmissão do Oscar, não comentou publicamente o episódio.

Ele disse aos fãs em um show no mês passado que "ainda está processando o que aconteceu" e falará sobre o incidente "em algum momento".

Sabia que a BBC está também no Telegram? Inscreva-se no canal.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos