Will Smith é banido do Oscar por dez anos após tapa em Chris Rock

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood, responsável pela entrega do Oscar, anunciou nesta sexta-feira (8) que Will Smith está banido de suas cerimônias pelos próximos dez anos, como punição pelo tapa que o ator deu no comediante Chris Rock na última cerimônia do prêmio.

"O conselho decidiu, por um período de dez anos a partir do dia 8 de abril de 2022, que o senhor Smith não poderá comparecer a qualquer evento da Academia, pessoal ou virtualmente, incluindo mas não limitado ao Oscar", diz o comunicado assinado por David Rubin, presidente da entidade.

Em reunião, adiantada depois que o ator renunciou voluntariamente ao seu status de membro da Academia, os responsáveis por seu conselho --entre os quais estão Steven Spielberg, Ava DuVernay, Laura Dern e Whoopi Goldberg-- tinham poucas opções de punição para dar a Smith. Cancelar seu Oscar, vencido no fim do mês passado pelo trabalho em "King Richard: Criando Campeãs", já estava fora de cogitação.

Celebridades se dividiram em relação à piada que Rock fez com a calvície da mulher de Will Smith, provocada por uma doença autoimune, na ocasião, ora defendendo a posição do ator, ora a liberdade de expressão do humorista.

Além da investigação movida pela Academia, o produtor do Oscar, Will Packer, disse em entrevista ao programa Good Morning America que oficiais do Departamento de Polícia de Los Angeles estavam prontos para prender o ator caso o comediante tivesse apresentado uma queixa após o tapa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos