SLC Agrícola assina memorando com condições para assumir operação da Terra Santa

·1 minuto de leitura
.

SÃO PAULO (Reuters) - A SLC Agrícola assinou um memorando de entendimento que estabelece premissas, termos e condições para que a empresa assuma as operações da Terra Santa Agro por meio de incorporação de ações, informou a companhia em fato relevante nesta quinta-feira.

Em preparação para a combinação de negócios pretendida, a Terra Santa pretende realizar uma reorganização societária, disse a SLC, acrescentando que após o processo o valor atribuído às operações da Terra Santa Agro seria de 550 milhões de reais.

Deste total, a SLC disse que a relação de troca da Incorporação de Ações deverá considerar um valor líquido (equity value) de 65 milhões de reais, sendo o remanescente equivalente a assunção de dívida e/ou caixa.

"Foi estabelecido prazo de exclusividade de até 120 dias corridos... para que a SLC Agrícola conduza o processo de diligência e as partes e intervenientes-anuentes negociem de boa-fé visando à celebração dos documentos definitivos da operação", afirmou a empresa.

As partes pretendem submeter a operação à aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) em paralelo à realização da diligência e à negociação definitiva.

"O negócio está em linha e acelera de forma significativa a estratégia de crescimento 'asset light' perseguida pela Companhia, e permitirá importantes sinergias dada a proximidade entre as unidades produtivas da Terra Santa e as da SLC Agrícola no Estado do Mato Grosso."

Considerando a atual intenção de área de plantio para a safra 2020/21 divulgada pela Terra Santa, a SLC acredita que há potencial para incremento de aproximadamente 130 mil hectares em sua área de plantio.

(Por Gabriel Araujo)