Skin cycling: como funciona o rodízio de ativos na pele e por que você deveria testar

Manter a pele saudável é uma missão que exige diversos cuidados específicos, como uma limpeza adequada, hidratação e a aplicação de protetor solar. Contudo, acrescentar novos ativos na rotina de skincare, como produtos antioxidantes e esfoliantes, pode ser confuso quanto à ordem e ao horário de aplicação.

Nesse cenário, o skin cycling é um método estratégico que foi criado pensando na simplicidade dos cuidados com a pele. Segundo Thaís Matsuda, dermatologista do Fleury Medicina e Saúde, ele consiste em uma programação de quatro noites: duas utilizando ativos mais agressivos, como retinoides e alfa-hidroxiácidos, e outras duas focadas na recuperação da pele. 

Saiba mais: 6 acessórios para potencializar a rotina de skincare

Destaca-se que a orientação de um dermatologista é fundamental para avaliar os produtos utilizados e a concentração ideal para cada tipo de pele. Por se tratar de substâncias mais fortes, como os esfoliantes químicos, algumas pessoas podem apresentar efeitos colaterais, como vermelhidão e irritabilidade. 

Todavia, se feito com os ativos corretos e na concentração adequada, o skin cycling pode promover alguns benefícios importantes à saúde da pele — especialmente para prevenir processos inflamatórios e casos de acne.

Como funciona o skin cycling?

A programação do skin cycling foi pensada para quatro noites de cuidados, utilizando diferentes produtos e com finalidades distintas. Veja os detalhes:

Noite 1: limpeza à base de esfoliantes

...

Veja mais


Veja também

Ice globes: saiba como usar o acessório que ajuda a diminuir as olheiras
Under eye patches: 5 opções para ter em casa e cuidar da área dos olhos
5 misturas que NUNCA devem ser feitas na rotina de cuidados com a pele
Skincare com cafeína: entenda os benefícios da nova tendência de beleza
Skincare de verão: como devem ser os cuidados com a pele no calor