Sikêra Jr. é condenado a pagar R$ 10 mil a Junno Andrade após ataques

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
SAO PAULO, SP, BRASIL, 16.08.17 O ator Junno Andrade. (Foto: Marcus Leoni / Folhapress)
SAO PAULO, SP, BRASIL, 16.08.17 O ator Junno Andrade. (Foto: Marcus Leoni / Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O apresentador José Siqueira Barros Júnior, 55, mais conhecido como Sikêra Jr., foi condenado, juntamente da Rede TV!, a pagar um valor de R$ 10 mil, de forma solidária, ao ator Junno Andrade, 58, marido da apresentadora Xuxa Meneghel, 58.

A decisão partiu da 10ª Vara Cível de São Paulo, tomada pelo juiz Guilherme Duran Depieri. A ação por danos morais foi movida pelo advogado de Junno, Carlos Fernando Neves Amorim, em novembro de 2020, após Sikêra Jr. fazer ataques contra o ator e Xuxa.

"E tem lá também o 'jugolô', não faz nada na vida. É o que está ligando para todo mundo pedindo para meter o pau em mim. Não vive de outra coisa, na asa. Já tentou de tudo, não consegue fazer sucesso", disse o apresentador sobre Junno.

Na decisão, o juiz considerou o conteúdo como ofensivo, "depreendendo-se dos próprios termos empregados, como o trocadilho 'jugolô', 'não faz nada na vida', 'vive na asa'. Expressões de conteúdo claro e notório, dispensando maiores digressões a respeito".

O apresentador e a emissora ainda podem acionar recurso, no entanto, procurados pelo F5, ainda não responderam sobre o caso.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos