Shein: 7 dicas para aproveitar o site chinês hit entre influenciadoras

Natália Eiras
·5 minuto de leitura
Holiday gifts, Shopping application, Mobile apps, Store, E-shop and E-commerce concept. Woman with phone choosing gifts. Vector illustration for poster, banner, flyer, brochure, presentation.
Vale a pena comprar na Shein? Foto: Getty Images

Por Natália Eiras (@naeiras)

Roupas com um preço bom e que estejam dentro das tendências de moda mais recentes. Este é o apelo da Shein, loja chinesa de roupa que conquistou influenciadoras nas redes sociais. Mas não é de hoje que plataformas da China atraem compradores: AliExpress está aí como prova.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

O diferencial da Shein seria, de acordo com consumidores, a maior diversidade de tamanhos -- até então pessoas acima do manequim 40 sofriam para comprar roupas de lojas chinesas -- e de produtos do mesmo estilo. Para você não se perder, te damos algumas dicas para fazer compras certeiras na loja:

1- Fique ligada nas medidas

Assim como em qualquer compra online, é importante que você saiba quais são as suas medidas. No caso da Shein, isto é ainda mais importante porque a troca da peça é bem mais difícil, uma vez que o produto deverá ser enviado até a China. Para evitar o transtorno, meça a sua cintura, quadris, ombros, peito e qual seria o tamanho mais confortável de saias e shorts. O site tem uma área de roupas com tamanhos maiores e costuma ter as medidas reais das peças, então, tendo essas informações sobre seu corpo, o risco de errar o tamanho são menores. Leve, ainda, em consideração se você quer uma peça mais oversize ou mais certa no corpo, além do quanto um tecido com elastano pode ceder ou não.

2- Leia bem sobre a composição dos produtos

É importante para entender como pode ser o caimento da peça ou não. Por exemplo, calças com elastanos costumam ceder um pouco. Vestidos de lã são mais pesados, enquanto os de algodão podem ser transparentes. Produtos de poliéster podem ser mais quentes e diminuir na primeira lavagem. Tudo isso é importante para que você não leve um susto na hora que a peça chegar na sua casa, além de que eles entregam um pouco sobre qual vai ser a durabilidade da roupa que você vai adquirir.

3- Veja fotos de compradores

É comum sites de compra online terem uma área exclusiva para a avaliação de antigos consumidores. No caso da Shein, é possível que os comentaristas falem da qualidade do produto, se ele tem modelagem grande ou pequena e, principalmente, permite que consumidores publiquem fotos de como o produto é na vida real e como ele fica no corpo. Fuçar nesta área é uma boa oportunidade para você ver como é o caimento da roupa em que você está interessada, além de entender melhor sobre a composição dela (ela tem forro? a cor é mais escura do que na foto?). Tudo isso vai te deixar mais segura em fechar a compra.

4- Procure cupons de desconto

Os preços da Shein já costumam ser mais baixos, mas a loja está sempre fazendo algum tipo de promoção ou compartilhando cupons de desconto. Na primeira compra, você pode conseguir que ela saia mais barata usando o código de alguma influenciadora que você segue e que tenha parceria com a loja. Fora isso, a marca também faz ações praticamente mensais, mas principalmente em datas como o Black Friday, Natal e troca de estações.

5- Dê uma olhada nos conjuntos

Conjuntos estão super em alta, mas eles podem sair um pouco mais caro. Afinal, são duas peças. A Shein costuma, no entanto, ter uma área apenas com conjuntos de saia e blusa, ou calça e terno. Desde de moletons até looks de alfaiataria. E, como numa espécie de combo, eles saem mais baratos do que se você comprar as peças separadamente. Por isso, sempre dê uma olhada na seção especializada nesse tipo de oferta. Por mais que você não vá usar ambas as peças juntas, você pode conseguir um bom negócio.

6- Não se desespere com o prazo de entrega

Como já foi dito, as encomendas da Shein saem da China, então não espere que ela chegue em uma semana na sua casa. O prazo de entrega da loja é de 15 a 20 dias úteis, mas isso pode mudar de acordo com a transportadora chinesa, com possíveis “escalas” que a encomenda faça pelo caminho e com a agilidade dos Correios brasileiros. Isso sem falar que há sempre o risco de que o pedido pare na alfândega, cuja avaliação pode estender o prazo de entrega.

7- Conte com a possibilidade de ser taxado

Teoricamente, a Receita Federal não taxa pedidos cujo valor seja inferior a US$ 100 (R$ 523), mas há diversos casos em que a declaração não livrou uma encomenda da tributação.

Caso sua encomenda seja taxada, é cobrado para compras de até US$ 3 mil um imposto simplificado de 60% sobre o valor total da encomenda, incluindo frete e seguro. Por exemplo, se você fez uma compra de US$ 60, com frete a US$ 5 e seguro a US$ 5, a Receita vai levar em consideração o valor de US$ 70 para fazer a tributação. Assim, o imposto fica por volta de US$ 42 e você desembolsaria, ao total, US$ 112 (R$ 586) para ter o produto em casa.

Por isso, na hora de fazer a compra, sempre leve em conta a possibilidade de você pagar imposto. Faça, também, um cálculo para ver se a compra vale a pena mesmo se ela seja tributada. Isso vai te livrar de possíveis frustrações no futuro.

Site é conhecido por preços baixos, mas requer atenção no tamanho das roupas e risco de tributação.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube