Shannon Lee pede 'treinamento de segurança com armas' em sets de filmagem

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A atriz e produtora Shannon Lee, 52, irmã do ator Brandon Lee, que morreu tragicamente com um tiro durante as filmagens em 1993, pediu mais "treinamento de segurança com armas" nos sets, durante o prêmio Bruce Lee, no World Film Festival, em Los Angeles, na segunda-feira (1º).

Shannon conversou com a AFP sobre a trágica morte da diretora de fotografia Halyna Hutchins, 42, no set do filme "Rust", no dia 21 de outubro, em Santa Fé, nos Estados Unidos. Ela morreu após ser atingida por um tiro acidental disparado por Alec Baldwin, 63.

"Eu acho que o treinamento obrigatório de segurança com armas [deve ser exigido] para o ator, para que eles possam verificar as armas e saber como usá-las de forma adequada, e para que possam manter os outros seguros", disse Lee à AFP.

Brandon Lee tinha apenas 28 anos quando foi baleado e morto no set de "The Crow" em circunstâncias semelhantes à morte de Hutchins. Shannon disse que os padrões de segurança de armas de Hollywood são "frustrantes". "Não deveria acontecer de novo", disse.

Lee mostrou preocupação com Baldwin, ao fazer referência ao homem responsável pela morte de Brandon , o ator Michael Massee, que morreu de câncer em 2016. "Tive pena de Michael Massee, senti muita pena, porque é uma coisa horrível fazer com que outra pessoa morra. E também sinto pena de Alec Baldwin ", disse Shannon.

"É muito difícil o que ele está passando - ele tem que cuidar de si mesmo", acrescentou a irmã de Brandon Lee.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos