Serial killer chega em 'O Sétimo Guardião' e elenco comemora

(Fotos: Divulgação/Globo)

Com muitas polêmicas nos bastidores, “O Sétimo Guardião” é uma novela cheia de problemas – já podemos dizer isso, né? Tem a questão da audiência, brigas entre atores, desmotivação do elenco, a morte de um figurante. O que se escuta, inclusive, é que a própria Globo está torcendo para o folhetim acabar logo.

Receba novidades sobre o mundo dos famosos (e muito mais) no seu Whatsapp

A partir de abril, o autor Aguinaldo Silva apostará na chegada de um serial killer para adiantar esse processo. De acordo com o colunista Ricardo Feltrin, os atores estão até torcendo para seus personagens serem os primeiros alvos do psicopata da trama. Que fase!

O delegado Machado, interpretado por Milhem Mortaz, será o primeiro a se despedir da história. Todos descobrirão que o homem tem como fetiche usar calcinhas. Ele perderá o respeito como autoridade pela região e sofrerá duras consequências. Sem água em Serro Azul, a população ficará revoltada e humilhará o policial antes da morte, deixando-o sem roupa no meio da rua.

Logo depois Machado se trancará na delegacia e chorará de forma comovente. Ele passará a noite deprimido e seu corpo será achado depois disso, todo ensanguentado com um bilhete sinistro, avisando que ele foi o primeiro, mas que ainda faltam mais seis pessoas para morrer. Quem serão os próximos (sortudos, neste caso)?

Situação difícil

Segundo Feltrin, o clima de chateação nos estúdios da emissora existe desde o início, pois o autor da novela teria se negado a dar mais espaço para personagens que eram bem avaliados em pesquisas internas logo no começo. Isso, é claro, teria contribuído para a vontade de sair logo da novela.

Outra decisão que teria deixado um clima ruim tem a ver com o orçamento: Aguinaldo Silva programou muitas gravações externas e estourou o valor programado para a produção da obra. O autor, no entanto, afirma não ter autorização para comentar “assuntos internos”.

Afastamento do protagonista

No fim de fevereiro, após a polêmica separação de Débora Nascimento e José Loreto, Bruno Gagliasso se afastou das gravações para fazer uma cirurgia de urgência. O ator, que sofria de pedras nos rins, desfalcou o time da novela de Aguinaldo Silva por uns dias e o escritor precisou se virar nos 30 para reescrever o que já estava programado.

No Facebook, Aguinaldo desabafou e disse que “insubstituível é somente o autor de uma novela”. “Tiramos o Gabriel (personagem de Gagliasso) das cenas que ele não podia gravar, passamos o pente fino nas cenas em que suas ações cortadas eram comentadas por outros personagens… E, quando os capítulos forem ao ar, eu desafio o mais arguto dos telespectadores a notar neles alguma coisa que não cola”, escreveu à época. Que coisa, hein?

Assista a seguir